Recordista de indicações ao Oscar (foram 19!), Meryl Streep completa 66 anos de vida nesta segunda-feira (22). Considerada uma das melhores atrizes do cinema norte-americano, ela tem no currículo mais de 70 filmes, 3 Oscars, 8 Globos de Ouro e uma versatilidade admirável.

Apesar de ser uma tarefa difícil, escolhemos 10 dos melhores papéis de Meryl Streep para comemorar o aniversário desta diva de Hollywood, que começou a carreira em 1977 no vencedor do Oscar Júlia.

Relembre as performances mais marcantes da atriz:


O Franco Atirador (1978)

Um dos primeiros filmes a lidar com o tema Guerra do Vietnã, também foi o primeiro grande papel de Streep, que lhe rendeu sua primeira indicação ao Oscar.

Kramer vs. Kramer (1979)

Ela ganhou seu primeiro Oscar fazendo o marcante papel de mulher de Dustin Hoffman, que deixa o marido e um filho pequeno porque está infeliz no casamento.

A Mulher do Tenente Francês (1981)

Este drama romântico de época só reforça a versatilidade de Streep, que não interpreta aqui uma personagem, mas sim duas! Não é à toa que lhe rendeu outra indicação ao Oscar.

A Escolha de Sofia (1982)

Provavelmente o melhor trabalho de Streep no cinema, a personagem titular, obrigada a fazer uma devastadora escolha sobre qual dos filhos salvar da morte, fez a atriz conquistar seu segundo Oscar.

Lembranças de Hollywood (1990)

Um de seus filmes mais “leves”, a comédia dramática sobre relacionamentos familiares, baseada no livro semi-biográfico de Carrie Fisher (a Princesa Leia de Star Wars), fez Streep conquistar mais uma indicação ao Oscar.

Um Visto Para o Céu (1991)

https://youtu.be/jp6qkZkPBhY

Desta vez, Streep não foi lembrada no Oscar, mas o mesmo não pode ser dito sobre sua adorável participação neste drama de fantasia sobre a vida após a morte.

As Pontes de Madison (1995)

Em mais um trabalho memorável, Streep faz uma imigrante italiana casada que tem um tórrido e secreto caso com um fotógrafo (Clint Eastwood, que também dirigiu o filme) da National Geographic. Adivinha? Outra indicação ao Oscar para a estrela.

O Diabo Veste Prada (2006)

https://youtu.be/XTDSwAxlNhc

A atriz divertiu o público como a cruel Amanda Priestly, editora-chefe de uma renomada revista de moda, numa clara referência à editora da Vogue. A personagem caiu nas graças do público e, mais uma vez, da Academia de Hollywood, que nomeou Streep para o Oscar de Melhor Atriz.

Dúvida (2008)

Streep arrasou mais uma vez no papel de diretora de um colégio católico, a irmã Aloysius Beauvier, que inicia uma cruzada moral contra um padra acusado de abuso sexual. Explorando temas como fé, religião, justiça e preconceitos, o filme foi indicado a 5 Oscars (e, sim, uma das indicações é dela).

A Dama de Ferro (2011)

Nesta cinebiografia de Margaret Thatcher, Meryl Streep encarnou com perfeição a ex-primeira ministra britânica numa performance arrebatadora que lhe fez ganhar seu terceiro Oscar.