O gosto por filmes é como nariz – cada um tem o seu – mas é inegável que todo mundo gosta de um bom drama e principalmente se for uma história de pai e filho, daí haverá brigas, choro, arrependimentos, alegrias e descobertas, pois sem pai não dá pra viver.

Em homenagem ao Dia dos Pais, comemorado neste domingo (9), escolhi cinco filmes sobre pai e filho para juntarmos todas essas emoções que acabei de falar e percebermos o quanto é precioso ter um pai. Divirta-se:

Star Wars ganha ilustrações fofas para o Dia dos Pais


1. Quando Você Viu Seu Pai Pela Última Vez?

Black é um escritor bem sucedido cujo pai nunca lhe deu a atenção que ele precisava. Anos depois, com o pai debilitado, ele resolve voltar para se curar de todo aquele passado de mágoa. Uma das melhores coisas dessa história é a interpretação dos atores Colin Firth e Jim Broadbent, que tem a chance de fazer um pai e um filho com toda a carga dramática necessária sem precisar usar de fórmulas que caísse em pieguice e exorcizando traumas do passado. Vale muito a pena se emocionar com a bela história.

2. O Quarto do Filho

Giovanni é casado com Paolla e tem dois filhos, é psicanalista e nos é apresentado os dramas de seus pacientes. Um dia marca uma saída com seu filho mas um atendimento inesperado de um de seus pacientes faz com que ele não saia com o garoto, seu filho morre em um acidente. A perda faz com que Giovanni reveja sua vida e principalmente se ainda deve atender seus pacientes. O Quarto do Filho é dirigido e estrelado pelo italiano Nanni Moretti e mostra a realidade de qualquer família quando se tem uma perda inesperada, ficando aquela vontade em tentar entender tal fato e Giovanni fica arrasado pois sendo psicanalista seria mais fácil em aceitar e entender o luto, sempre ficando a pergunta e se eu tivesse feito de outra forma? Toda a história nos é mostrada de uma forma simples, serena e sem o exagero que estamos acostumados a ver em outros filmes. Um belo drama onde fica a reflexão sobre a perda e a união familiar.

https://www.youtube.com/watch?v=59WVpfsXD70

3. De Repente Pai

David tem mais de 40 anos, mas parece um adolescente e de repente chega a notícia de quando ele foi doador de esperma a clínica usou para 533 inseminações, daí começa a saga para conhecer “seus filhos”. A ideia é bem interessante, Vince Vaughn é muito carismático como o protagonista David, sem grandes profundidades e mesmo em muitos momentos soando artificial é um filme bem família e pode ser uma boa sessão da tarde com algumas boas risadas. E também vale pelo susto em ser o responsável por tantas vidas.

4. Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas

Ed Bloom é um inveterado contador de histórias, mesclando realidade com ficção e muitas vezes não sabendo distinguir uma das outras, seu filho Will é que não gosta muito disso e quando Ed adoece Will volta pra casa e tenta entender e acreditar nas histórias que são contadas. O que é ilusão, o que é realidade? Não importa, o que importa é a intenção. Tudo é muito belo em Peixe Grande… a direção surrealista e mágica de Tim Burton é de um visual perfeitamente bela em todos os seus aspectos, e os atores Ewan McGregor, Albert Finney, Jessica Lange e Billy Crudup dão a devida verdade para seus personagens. Tudo é exagerado e por isso tudo é tão lindo. Um filme delicado, cativante e cheio de luz, um resgate ao primeiro amor, o amor fraterno e o que vale é o sentimento que fica.

5. 2 Filhos de Francisco

Francisco, um lavrador, tem o sonho de transformar dois de seus filhos em cantores. Mirosmar e Emival começam cantando e fazendo sucesso na rodoviária de Goiânia, mas um grave acidente atrapalha a carreira da dupla. Logo depois nasce a dupla Zezé de Camargo e Luciano. Você não precisa gostar de música sertaneja para gostar de 2 Filhos de Francisco, pois aqui o principal e o que mais cativa é a história do pai Francisco, sua determinação em ver os filhos crescerem e se tornarem grandes cantores, aqui o que emociona é a caminhada que fizeram chegar aonde estão. Ângelo Antônio e Dira Paes são os pais mais verdadeiros e emocionais que poderiam ser com uma composição brilhante, os atores Thiago Mendonça e Márcio Kieling estão muito parecidos com os verdadeiros Luciano e Zezé de Camargo. Uma lição de vida onde sonho vira realidade. Salve Francisco, um pai herói!