Ash vs Evil Dead | O que achamos da série até agora

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ash vs Evil Dead, a série de TV do universo de Evil Dead, lançada em pleno Halloween (31 de outubro), conta a história de Ashley ‘Ash’ J. Williams trinta anos após os acontecimentos do filme, e com Bruce Campbell reprisando o papel de Ash, que interpretou em The Evil Dead (1981), Evil Dead II (1987) e Army of Darkness (1992).

A premissa da série é simples: após os eventos dos filmes, Ash guardou o Necronomicon, e certo dia, enquanto bebia e fumava maconha com uma mulher, ele mostra o livro para se exibir e acaba lendo uma passagem dele, libertando o mal no mundo novamente. Ele então se junta com dois colegas de trabalho, Pablo (Ray Santiago) e Kelly (Dana DeLorenzo) para lutar contra o mal e descobrir como mandá-lo de volta para o inferno, literalmente.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A primeira coisa que os fãs dos filmes vão notar ao assistir Ash vs Evil Dead é que a série não só mantém a identidade visual dos filmes, com movimentos de câmera, cores e cenários aproximados, mas também consegue manter a mistura de horror do primeiro filme e comédia do segundo, com o maior foco na comédia.

O horror, pelo menos nos primeiros episódios, vem principalmente das cenas envolvendo a personagem Amanda Fisher (Jill Marie Jones), uma policial que, após ter seu parceiro possuído e se ver obrigada a matá-lo, é afastada do trabalho e começa a investigar o que aconteceu, o que a leva a Ash.

Já a comédia, como eu disse, é a melhor parte de Ash vs Evil Dead; o humor vem por todos os lados, sendo quase sempre catalisado pela idiotice de Ash: seja nas conversas de Ash com os demônios, que são completamente agressivos e profanos, em contraponto a autoconfiança infantil de Ash, na relação entre Ash e Kelly, que é extremamente mais inteligente que ele, ou simplesmente pela maneira como Ash investiga os acontecimentos, que é não só completamente contraintuitiva, mas também muitas vezes contraprodutiva.

Ash vs Evil Dead utiliza o formato popularizado por Supernatural de ter um grande mal que os personagens devem combater, mas para combater esse grande mal, eles primeiro resolvem diversos “casos” menores separados pelos episódios, cada um os deixando mais próximos de eliminar esse grande mal (literalmente um grande mal no caso dessa série). Mas se diferencia de Supernatural por seus personagens caricatos e situações absurdas, que levam a série a ser menos “séria”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio