As melhores e piores produções da Marvel em 2015

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Observatório do Cinema preparou um ranking com os erros e acertos da Marvel em 2015.

Fizemos uma seleção das piores às melhores produções do ano, incluindo filmes e séries da produtora. Confira a seguir:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Homem-Formiga

Não se pode dizer que é um filme ruim, mas de longe não tem o mesmo padrão de qualidade dos outros filmes da Marvel. Com enredo relativamente simples, sem grandes surpresas, e um vilão nada ameaçador, é o típico filme Sessão da Tarde.

Agents of SHIELD

A primeira parte da terceira temporada começou bem, mudando a dinâmica da equipe e lidando com dramas pessoais dos agentes de forma sensível, mas sem ser chata. O que não pode ser dito dos últimos episódios do ano, que fizeram a série entrar em um lugar comum com a velha ameaça da Hydra e a morte/não morte de Ward (quando vão resolver se livrar do personagem?).

Agent Carter

Uma das coisas mais interessantes de 2015 da Marvel, a série finalmente deu a essa ótima personagem a chance de brilhar numa produção de época primorosa e cheia de conexões com o universo cinematográfico da editora.

Vingadores: Era de Ultron

Foi um dos maiores filmes do ano e tinha altas expectativas para superar, tanto de bilheteria quanto de crítica, mas falhou em ambas. Ainda assim, não deixou de ser um bom filme-pipoca.

Agents of SHIELD

A primeira temporada foi OK, vamos combinar, mas a série engrenou para valer a partir da segunda metade do segundo ano, com a revelação da identidade de Skye como Daisy Johnson e a introdução dos Inumanos.

Jessica Jones

O ano realmente não foi do cinema para a Marvel, que viu a oportunidade de se destacar nas suas séries em parceria com a Netflix. A primeira temporada de Jessica Jones é um brilhante exemplo disso, ao apresentar uma heroína nada convencional, que às vezes até chega a ser anti-heroína, e um dos vilões mais complexos da história do estúdio

Demolidor

Sem dúvida foi a melhor coisa da Marvel este ano. Começando com o pé direito a parceria da empresa com a Netflix – que vão produzir ainda mais três séries juntas – Demolidor se mostrou uma série de super-herói madura, violenta, original, com tudo o que não se esperava de uma produção da Marvel.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio