Star Wars: O Despertar da Força | 10 ideias incríveis descartadas pelo filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Todo fã que se preze de Star Wars sabe que as ideias eventualmente descartadas por George Lucas e cia. para a mitologia da série durante o processo de produção de cada um dos filmes são tão fascinantes e bacanas quanto aquelas que acabaram fazendo parte oficialmente do universo de Darth Vader e Luke Skywalker.

Com Star Wars: O Despertar da Força, o processo acelerado de produção (J.J. Abrams trabalhou só 2 anos no roteiro antes do começo das filmagens) não impediu que muitas ideias fossem testadas e abandonadas pelo time de criação. Tais ideias foram publicadas em The Art of Star Wars: The Force Awakens, o livro de artes oficiais do filme.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja alguma dessas ideias que nós achamos as mais promissoras:

Novas naves

Star Wars: O Despertar da Força não traz designs muito inovadores de naves espaciais, se você não contar o veículo do vilão da trama, Kylo Ren, com suas superfícies planas. J.J. Abrams reportadamente quis manter os designs reminiscentes das naves clássicas da primeira trilogia, mas o livro mostra que Rick Carter e sua equipe desenvolveram sim novos designs, que eventualmente foram descartados.

Assassinos de Jedi

“Juntos nós destruiremos a Resistência e mataremos até o último Jedi”, diz o vilão Kylo Ren em sua primeira aparição em O Despertar da Força – mas o filme nunca deixa claro quantos Cavaleiros Jedi ele e seus discípulos mataram. No livro, vemos designs conceituais de ataques dos Knights of Ren à relíquias como uma estátua gigante de um Jedi, e vemos desenhos das primeiras ideias e versões do visual do próprio vilão, que acabam sendo integradas a personagens menores da trama.

O Fantasma de Anakin

No comecinho da produção, o artista Iain McCraig, famoso por criar o visual de Darth Maul para A Ameaça Fantasma, propôs que o espectro de Anakin Skywalker aparecesse tanto para Luke e Rey quanto para Kylo Ren durante O Despertar da Força. Para os mocinhos, Anakin apareceria em sua forma “redimida”, como acontece na versão retocada de O Retorno de Jedi; já para o vilão, apareceria em sua forma “do Lado Negro”. Essa ideia segue uma possibilidade para o episódio VIII, uma vez que Hayden Christensen está em negociações para reprisar seu papel.

Crime City

Outro aspecto em que Star Wars: O Despertar da Força não se destaca é na apresentação de novos e exóticos mundos. No começo da produção, a ideia nesse sentido era fazer os heróis encontrarem Han Solo em Crime City, um set inspirado na arquitetura e cultura do Oriente Médio, especialmente a cidade de Casablanca, no Marrocos. Eventualmente, foi decidido que a ideia ficaria melhor em um ambiente mais contido, como o castelo de Maz.

Rey era ainda mais super-poderosa

Já se discute bastante se a heroína Rey, em O Despertar da Força, não é poderosa demais. Tudo depende do seu ponto de vista, mas no primeiro rascunho do roteiro de Michael Arndt, havia cenas dela voando em um X-Wing com o cockpit aberto, destruindo máquinas das forças do Lado Negro com seu sabre de luz. Também havia uma cena em que Kylo Ren derrubava X-Wings em pleno vôo apenas atirando pedras contra eles usando a Força.

A super-arma da Resistência

Uma das ideias originais dos primeiros estágios da produção era fazer a General Leia desenvolver uma nave de guerra tão poderosa que era capaz de desabilitar à força os escudos de uma Star Destroyer e liderar o ataque da Resistência contra as forças de Kylo Ren. Eventualmente, J.J. Abrams decidiu que era mais bacana (e simples) fazer Han e cia. desabilitarem os escudos de dentro, mas ainda esperamos que a super-nave de Leia apareça nos próximos episódios.

Estrela da Morte submersa

Um conceito bem estranho que estamos felizes de ter sido eliminado foi esse: Rey e cia. em certo momento viajariam para um planeta submerso onde as ruínas da sala do trono do imperador da Estrela da Morte II guardariam um segredo fundamental para a trama. Há artes conceituais da sala do trono, da Millenium Falcon e da Estrela da Morte inteira emergindo das águas.

Perseguição na neve

Há um bom número de desenhos conceituais mostrando Rey e Finn escapando da Starkiller Base a bordo de um Snowspeeder, com Stormtroopers os perseguindo de perto. O estilo é bem parecido com a perseguição de moto de O Retorno de Jedi.

Abertura alternativa

Uma das páginas mais bacanas de The Art of Star Wars: The Force Awakens mostra 11 quadrinhos de storyboard de uma ideia inicial para a abertura de Star Wars 7. Refletindo exatamente os takes de Uma Nova Esperança, vemos um cargueiro e um Star Destroyer entrando em cena, só que dessa vez o cargueiro esta rebocando o Star Destroyer para um ferro velho. Após um mau funcionamento nos cabos de ligação, o Star Destroyer eventualmente cai no planeta que estavam sobrevoando, e Rey o encontra.

Starkiller Base

As ideias para a Starkiller Base variaram bastante durante o processo de produção. Em Star Wars: O Despertar da Força, vemos uma versão que reflete a antiga base rebelde em Dantooine, citada por Leia em Uma Nova Esperança. Em certo ponto, a produção considerou construir a base no topo da atração turística irlandesa Cliffs of Moher, mas eventualmente as cenas foram filmadas em uma antiga base nuclear da Força Áerea Real, na Inglaterra.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio