A Pixar lançou dois filmes em 2015: o aplaudido e reverenciado Divertida Mente, que confia em uma história mais complexa e bem-realizada; e o menos visto (e menos elogiado) O Bom Dinossauro, que tem visuais espetaculares, mas com um processo de produção longo e complicado, deixa um pouco a desejar no sentido de profundidade de trama.

Crítica | A Pixar acerta de novo com O Bom Dinossauro

Qual dos filmes você vai gostar mais é uma questão de gosto, já que ambos são exemplares ótimos da produção da Pixar, que está de volta à excelência de costume depois de um tempo fazendo continuações razoáveis (Carros 2, Universidade Monstros). No universo sempre em expansão do estúdio, no entanto, easter eggs e referências são o que não faltam – aqui estão alguns que você pode ter perdido em O Bom Dinossauro, que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (7):


Dicas do filme em produções anteriores da Pixar

kty5sfGx

Essa é uma prática antiga da empresa de animação: sempre dar dicas, em seus filmes anteriores, sobre projetos do futuro do estúdio. No caso de O Bom Dinossauro, um personagem-chave do filme apareceu em uma das memórias felizes de Riley em Divertida Mente – e como o filme já estava sendo planejado desde 2013, Universidade Monstros também tem uma participação de Arlo, o protagonista de O Bom Dinossauro – veja:

NOUF1nTH

As montanhas com rostos

LoMHUkF5

Lembram-se da montanha simpática que apareceu em Lava, curta-metragem que precedeu Divertida Mente nos cinemas? Pois em O Bom Dinossauro, as montanhas que servem de referência para Arlo traçar seu caminho de volta para casa tem distintos traços faciais, mesmo que não estejam ativas como a de Lava. É coincidência demais para não ser de propósito.

A lagarta de Vida de Inseto

gDNUZWXn

No comecinho do filme, quando Arlo e seu pai estão viajando pela floresta, é possível ver uma lagarta muito distintiva no fundo. É Heimlich, a hilária personagem de Vida de Inseto! É a segunda vez que ela aparece em outro filme da Pixar (a primeira foi em Toy Story 2).

Já que estamos falando de lagartas, a cena em que Arlo emerge da água coberto por sanguessugas remete muito a Conta Comigo, clássico de 1986 que divide com O Bom Dinossauro o tema de uma viagem longa ajudando a superar obstáculos pessoais.

Os paralelos com O Rei Leão

oreileao

Criticado por muitos graças a proximidade com o plot desse clássico da Disney, O Bom Dinossauro certamente empresta alguns temas de O Rei Leão. O relacionamento de Poppa e Arlo é parecido com a dinâmica de Mufasa e Simba, e os acontecimentos relacionados a sua morte também são similares. Em ambos os casos, também, os pais aparecem do além-túmulo para dar conselhos aos filhos crescidos.

Decidindo o nome de Spot

VUmLFqX0

Na cena em que Arlo e Forrest Woodbush tentam chamar Spot por vários nomes para clamá-lo como seu, várias das escolhas dos dois competidores ecoam o passado da Pixar e de outras referências cinematográficas. Violet é uma personagem de Os Incríveis, Grumpy é um dos anões de Branca de Neve e os Sete Anões, e Spike é o nome do cachorro que interpretou Old Yeller no clássico O Meu Melhor Companheiro, filme familiar que o diretor de O Bom Dinossauro cita como uma de suas maiores referências.

As referências ao faroeste

evqaozFV

É uma brincadeira conceitual óbvia, mas tremendamente bem realizada: na cena em que os T-Rex são reimaginados como rancheiros, é possível ver a postura dos animais ecoando a postura de um homem cavalgando, e as patas posicionadas como se puxassem rédeas; os takes também imitam estilos de fotografia clássicos do gênero, com o diretor Pete Sohn admitindo que se inspirou em William Wyler, John Ford, David Lean e Akira Kurosawa para essas sequências.

A participação de John Ratzenberger

z5ZB0CQh

Proclamado como o “amuleto da sorte” da Pixar, John Ratzenberger teve participações em todos (todos mesmo!) os filmes da empresa desde Toy Story, em 1995. Conhecido nos EUA pelo papel coadjuvante na sitcom de sucesso Cheers, que durou entre 1982 e 1993, Ratzenberger aparece em O Bom Dinossauro como Earl, o mais louco da turma de velociraptors que ataca a horda de Butch.

As referências à Tubarão

Jaws-The-Good-Dinosaur

O diretor Peter Sohn admitiu que Tubarão, o clássido de Steven Spielberg de 1975, é um de seus filmes favoritos. Portanto, não é surpresa quando Arlo, Spot e o grupo de T-Rex se sentam ao redor da fogueira trocando histórias de cicatrizes passadas, e quando Butch relata a história de como lutou contra três crocodilos e conseguiu a cicatriz em seu rosto, assim como Quint faz em Tubarão.

Mad Magazine?

PDgtVxid

Na cena em que Arlo e Spot comem acidentalmente frutas estragadas e sofrem uma viagem de ácido engraçadíssima, a cabeça do menino humano incha ao ponto de parecer uma terrível reação alérgica – quando o inchamento cede, ele se parece bastante com o mascote de clássica revista satírica Mad.
Na mesma cena, Arlo aparece com vários olhos a mais no rosto, imediatamente se parecendo com o monstro Squishy, de Universidade Monstros. Não deve ser coincidência, uma vez que o personagem na sequência de Monstros S.A. foi dublado pelo diretor de O Bom Dinossauro, Peter Sohn.

O tema de Divertida Mente

DkuTZzxS

Assim como Divertida Mente é sobre conquistar sua tristeza e aceita-la como parte do seu espectro saudável de emoções, O Bom Dinossauro é sobre conquistar o medo e conviver com ele. Esse é um tema recorrente no universo Pixar, especialmente em Procurando Nemo, que também lida com neuroses e medos.

Jurassic Park

QODM5gjR

É claro que O Bom Dinossauro ia ter referências ao filme jurássico mais famoso de todos os tempos, e a maioria delas vem da cena em que o grupo de T-Rex é confrontado pelos velociraptors. Na batalha, os raptors pulam nas costas dos T-Rex da mesma forma que em Jurassic Park, e Butch salva Arlo e Spot de dois dos vilões logo antes de serem atacados, da mesma forma que um T-Rex salva o Dr. Grant em Jurassic Park.

Newt

euqcFS58

Será que o lagarto multi-colorido incluído em O Bom Dinossauro é uma homenagem ao cancelado Newt, um filme da Pixar que deveria sair em 2011 mas foi limado pelo estúdio? Os pés azuis são uma boa dica, mesmo que o resto do esquema de cores esteja um pouco diferente – há de se perdoar, no entanto, uma vez que O Bom Dinossauro lida com criaturas pequenas de forma mais fotorrealista.

O final similar a Mogli

The-Jungle-Book-The-Good-Dinosaur

Assim como com O Rei Leão, O Bom Dinossauro tem várias similaridades com Mogli, outro clássico da Disney. Obviamente, em termos gerais, ambos são histórias de crianças humanas fazendo amizades com outras espécies – mas Forrest Woodbush também divide a obsessão do Rei Louie com tudo que ele diz “mágico”; e o final também é similar, com a revelação de que humanos devem provavelmente crescer perto de sua própria espécie.