Capitão América: Guerra Civil será SIM um Vingadores 2.5; saiba por que

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante os primeiros anos do reinado do Marvel Studios como a maior potência cinematográfica do nosso século, a construção do universo estendido de heróis e vilões da franquia era feita de modo bastante convencional – filmes separados para determinados personagens, como os três Homem de Ferro, os dois Thor e o primeiro Capitão América; eventuais aparições que os interligavam, especialmente da parte de Nick Fury e da Viúva Negra, evidenciando a S.H.I.E.L.D. como a liga que unia a história maior da franquia; e a convergência de todos (ou quase todos) em uma só aventura, sob o nome da superequipe Os Vingadores.

A coisa começou a mudar de figura, talvez, em Capitão América: O Soldado Invernal, o primeiro filme de um personagem específico da Marvel (e não de uma equipe) que de fato pareceu ter impacto decisivo para além do universo particular daquele personagem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sem contar que o escopo, a grandeza das cenas de ação e a coesão com o restante do universo Marvel foram sublinhadas no segundo filme do Capitão – de certa forma, O Soldado Invernal se pareceu com um mini Vingadores, guardadas as devidas escalas. A direção dos irmãos Russo tem muito a ver com isso, mas o filme serviu de gatilho para a Marvel recriar, no cinema, os “grandes eventos” que reúnem todos os seus personagens nos quadrinhos. E o resultado disso é Guerra Civil.

Capitão América 3 é um dos melhores filmes da Marvel, diz presidente da Disney

Adaptar a polêmica saga dos quadrinhos para o cinema não é exatamente o que a Marvel busca aqui – a versão cinematográfica da obra de Mark Millar provavelmente vai ter enormes diferenças em relação à série publicada entre 2006 e 2007. Na verdade, o que Guerra Civil fará é emprestar a premissa básica da história de Millar e transformá-la a seu bel prazer para os benefícios da franquia, centrando a história no Capitão, inserindo a continuação de seu “resgate” do Soldado Invernal/Bucky, mas abrindo espaço para a participação de toda a gama de heróis da Marvel no processo. As honrosas exceções, como todo mundo já sabe, são Thor e Hulk, que aparecerão juntos em Thor: Ragnarok, no ano que vem.

A ausência dos dois integrantes dos Vingadores, no entanto, não significa que Guerra Civil não possa ser o primeiro “evento” de alçada global da Marvel fora da franquia da superequipe. É bem fácil de entender, e não é só sobre o número de personagens: enquanto os eventos de Thor, Homem de Ferro ou Homem-Formiga impactavam apenas colateralmente o universo estendido da franquia, em Guerra Civil os personagens não só estão quase todos a bordo, criando capítulos novos para suas próprias histórias, como devem passar por momentos transformativos como personagens.

Capitão América 3 | Primeiras reações apontam filme como “terror emocional”

A pouco mais de dois meses da data de estreia do filme (28 de Abril!), talvez este seja o momento de ficar mais empolgado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio