Agents of SHIELD | Episódio duplo e morte de agente marcam o final da temporada

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O episódio duplo que finalizou a temporada de Agents of SHIELD, “Absolution”/”Ascension” (3×21/3×22), foi cheio de emoções para os fãs da série da Marvel. A primeira parte do episódio acompanhou a equipe enquanto eles tentavam atrapalhar os planos de Hive, que envolvem um míssil e uma base militar abandonada.

Conseguindo se infiltrar na base sem serem vistos por Hive e seus capangas, May, Mack, Lincoln e Yo-Yo procuram desarmar a operação de dentro enquanto Fitz, Coulson e Talbot enganam um oficial do Departamento de Defesa para lhes passar os códigos de desarmamento de mísseis do governo. Correndo contra o tempo, a equipe de Agents of SHIELD consegue desarmar as bombas antes que elas sejam detonadas, para o desespero de Hive e companhia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A equipe na base militar é localizada pelos capangas de Hive, e a épica luta começa. Enquanto isso, Radcliffe percebe que não vai conseguir atender mais às orden de Hive e companhia, e “troca de lado”, pedindo clemência para May quando esta derruba os Primitivos que estavam protegendo-o, em busca de libertar reféns de Hive.

Graças à velocidade de Yo-Yo, a equipe de Agents of SHIELD ainda consegue construir um dispositivo que incapacita Hive por um tempo, o sobrecarregando de memórias. Hive diz à Giyera e James que eles precisam desconectar o míssil para iniciar a “absolvição”. A misteriosa palavra aparece também na visita de Simmons à ainda prisioneira Daisy, que luta contra a influência de Hive.

Na fuga com os reféns, a equipe é surpreendida por Hive, recuperado. Usando sua velocidade, Yo-Yo mais uma vez salva o dia ao implantar um dispositivo aos pés de Hive que cria uma “prisão” em torno do corpo do vilão. A equipe o carrega junto de volta para a base, ao lado de Radcliffe, que ao chegar é instruído a procurar uma maneira de reverter a condição dos Primitivos.

Enquanto isso, Daisy recebe a visita de Mack, que conta a ela sobre a captura de Hive, e tenta se reaproximar dela, dizendo que a perdoa pelo que fez sob a influência de Hive. No entanto, enquanto os dois conversam, Fitz é surpreendido enquanto examina a “prisão” de Hive. Um pacote deixado à porta do hangar está marcado com o endereço Absolution (ou “absolvição”), Texas, e explode, fazendo com que Fitz derrube a fórmula de Radcliffe e os trabalhadores da SHIELD comecem a se tornar Primitivos.

Fitz escapa do hangar, mas muitos agentes acabam sendo pegos pela fórmula, se tornando Primitivos e libertando Hive de sua prisão. O vilão ainda não se lembra bem do que precisa fazer, mas Daisy surpreendentemente aparece para lembrá-lo, depois de fugir dos braços de Mack – ela implora para que o vilão a aceite de volta, mas Hive diz que não é mais possível. Furiosa, Daisy explode com seus poderes, atacando Hive.

Segunda parte

A luta entre Daisy e Hive é furiosa, com os poderes de ambos se misturando e o vilão resistindo aos ataques da agente, enquanto a equipe de Agents of SHIELD descobre que os Primitivos estão tentando infiltrar na base pelos dutos ventilatórios, se separando para tentar proteger a base da invasão.

A batalha entre Daisy e Hive é interrompida quando Giyera e James aparecem para resgatar Hive, distraindo Daisy. Hive a faz ficar inconsciente e a leva consigo para garantir que os agentes não tentariam os derrubar enquanto eles tentam usar o Zephyr, que Hive pretende pilotar com as memórias de Daniels e Ward, para espalhar a fórmula dos Primitivos.

Enquanto isso, dentro da base, a batalha contra os Primitivos traz um efeito colateral: quando um deles atira em Mack, Yo-Yo se mete na frente da bala com a sua velocidade. Felizmente, a agente é salva por Radcliffe, Mack, Coulson e Lincoln, que precisam improvisar uma forma de parar o sangramento sem os equipamentos corretos do laboratório. Mesmo assim, Yo-Yo precisa urgentemente de um hospital.

Hive e companhia começam a subir com o Zephyr para a altura necessária para o plano funcionar, sem saber que Fitz e May estão escondidos à bordo. Os dois conseguem derrubar um primitivo e tentam soltar Daisy, mas a agente hesita, dizendo que ela só seria mais um risco para a missão. Giyera aparece e Fitz tenta atrasá-lo, dizendo que plantou uma bomba no Zephyr – só para depois atirar nele com uma arma invisível e libertar Daisy mesmo contra a vontade dela.

Coulson usa seu braço biônico para acionar remotamente o Quinjet, e revela que vai atrás do Zephyr com a aeronave. Quando Coulson e Hive se encontram lá no alto, no entanto, Hive tenta atacá-lo e percebe que se trata apenas de um holograma – enquanto isso, o verdadeiro Coulson revela para a equipe de Agents of SHIELD que o plano é levar o míssil via Quinjet para longe do Zephyr e mandá-lo para o espaço.

Foi aí que a esperada morte do final da temporada foi revelada: Lincoln foi o agente que se sacrificou para salvar a todos. Daisy tentou tomar para si o sacrifício de dirigir o Quinjet até o espaço, mas Lincoln foi mais rápido que ela e, tomando o seu lugar, pilotou o Quinjet, com Hive e o míssil a bordo, até o espaço. Lincoln e Hive contemplaram o infinito enquanto o jato explodia.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio