ATENÇÃO PARA SPOILERS DA SÉRIE A SEGUIR!

O episódio de hoje (12) de Game of Thrones, intitulado “No One” (6×08), começou sem perder tempo, nos dando uma atualização sobre o destino de Arya, que foi esfaqueada pela empregada da Casa do Preto e Branco no final do capítulo passado. A mais jovem dos Stark acabou indo pedir socorro à Lady Crane, a atriz de teatro que ela foi incapaz de assassinar, e vemos Crane costurando a ferida de Arya após uma nova apresentação da peça.

Crane oferece à garota um lugar na trupe teatral, mas Arya diz que não estaria segura enquanto não saísse de Braavos. Desiludida, pensando não haver nada para si nem em Essos nem em Westeros, Arya diz para Crane que quer ir até “a beira do mundo”, onde o universo mapeado de Game of Thrones termina. A série da HBO já brincou tanto com o(s) destino(s) de Arya que não é de se espantar que os showrunners a mandem, literalmente, para “o fim do mundo”.


Enquanto isso, em Mereen, Tyrion e Varys se despedem, uma vez que o Mestre dos Sussurros está velejando de volta à Westeros, em uma missão confidencial. Os dois comemoram a percebida paz em Mereen, mas Tyrion diz que eles precisam de Daenerys de volta para que essa paz se estabilize. Os medos de Tyrion se concretizam, como sempre em Game of Thrones, pouco depois, quando uma conversa informal com Missander e Grey Worm é interrompida por alarmes, informando que os Mestres estão no porto de Mereen para buscar sua propriedade.

Cersei escolhe a violência

Já em Porto Real, a situação de Cersei parece cada vez mais difícil. Quando os militantes da fé chegam à porta da Fortaleza Vermelha a fim de levá-la para uma reunião com o Alto Pardal, Cersei se recua a ir, e os militantes tentam levá-la a força, ao que o Montanha intervém, arrancando a cabeça de um dos militantes. Em um momento esperado por muitos fãs de Game of Thrones, a rainha-mãe finalmente escolheu a violência.

Em retrospecto, no entanto, talvez essa não seja a melhor das escolhas. Chegando à sala do trono para ouvir um pronunciamento de Tommen, Cersei é rejeitada seu tio, Kevan Lannister, que se recusa a assistir ao pronunciamento ao seu lado. No discurso, Tommen anuncia que o julgamento de Cersei será em menos de um mês, e, em uma manobra que surpreende a mãe, abole a prática de julgamento por combate, que era a estratégia com a qual Cersei contava para vencer.

O terceiro Lannister de Game of Thrones, Jaime, está enfrentando mais resistência em Correrrio. Quando Brienne e Podrick chegam ao local do cerco à fortaleza, Jaime e a antiga companheira de viagem se veem em lados opostos da disputa, mas Brienne negocia com Jaime e ele a permite entrar em Correrrio para tentar fazer Blackfish sair de lá com seu exército, indo ajudar Sansa no Norte e deixando a fortaleza para os Lannister.

Quando Brienne entra em Correrrio, no entanto, as coisas não saem exatamente como planejado, visto que o Blackfish não está disposto a deixar Correrrio para os Lannister e ir ajudar Sansa. Para ele, manter a fortaleza de sua família é mais importante, o que deixa Jaime sem escolha a não ser ameaçar o seu refém, Edmure Tully, dizendo que vai machucar o filho dele caso ele não entre em Correrrio e convença seu tio, o Blackfish, a ceder ao exército Lannister.

O menos corajoso de todos os Tully acaba sendo uma parte importante do episódio, pois logo após sua “conversinha” com Jaime, Edmure entra Correrrio e, embora o Blackfish proteste, o exército Tullu o reconhece como seu comandante antes de seu tio. Edmure faz os homens se renderem ao exército Lannister, e Blackfish acaba morrendo combatendo-os – não antes de ajudar Brienne e Pod a escaparem, embora de mãos abanando. Uma ajuda a menos para o exército de Sansa em Game of Thrones.

Entradas triunfais

O episódio termina com algumas entradas triunfais de personagens amados pela maioria do público de Game of Thrones. Em Mereen, com os Mestres tomando posse da cidade, Tyrion e Grey Worm discutem a melhor forma de proteger a cidade e lutar, mas a rainh Daenerys chega, literalmente, voando para tomar o controle. Ela e seu dragão devem fazer churrasquinho dos Mestres em breve.

Já o Cão de Caça, que vimos ter sua paz perturbada no episódio anterior de Game of Thrones, encontra alguns membros da Irmandade Sem Bandeiras, autores do ataque ao grupo em que estava vivendo, e os massacra com o machado. Não é toda a Irmandade que está envolvida, como ficamos sabendo quando Cão de Caça encontra os líderes Beric Dondarrion e Thoros de Myr preparados para enforcarem os traidores que atacaram o grupo dele, mas Cão de Caça pede para que deixam ele mesmo os matar. Tendo seu pedido concedido, Cão de Caça é oferecido um lugar na Irmandade.

Por fim, temos a conclusão da história de Arya. Quando a empregada da Casa de Preto e Branco a encontra, se escondendo com Lady Crane, Arya consegue fugir, mas a atriz acaba morta (triste! Essie Davis vai fazer falta em Game of Thrones). Após enfrentá-la com Agulha em punho, Arya aparece na Casa de Preto e Branco, onde Jaqen encontra a face da empregada pendurada na parede. Jaqen diz que Arya não é ninguém, mas Arya responde reafirmando seu nome e sua casa, e dizendo que vai voltar para casa.

game of thrones tyrion varys

GOTAinda não conhece Game of Thrones e quer começar a acompanhar essa história que fascinou o mundo e se tornou um dos maiores sucessos da TV na atualidade. Leve para casa o box especial com as 5 primeiras temporadas para você assistir tudo, quando e onde quiser. CLIQUE AQUI e garanta já o seu!