ATENÇÃO PARA SPOILERS DA SÉRIE A SEGUIR!

O começo do reinado de Rachel como chefona de Everlasting não foi sem obstáculos no caminho, como o fã dedicado de UnREAL já poderia ter adivinhado. A temporada começa com as melhores amigas Rachel e Quinn, o verdadeiro casal principal da série, tatuando seus novos lemas de vida no pulso: “Money. Dick. Power.” (Dinheiro. Pau. Poder). Em seguida, lá estão elas em Vegas em uma festa enorme, que incluí o executivo da emissora de Everlasting, Brad.

Para seu primeiro ano no comando, Rachel quer revolucionar, colocando pela primeira vez um solteirão negro pelo qual as mulheres selecionadas irão lutar na nova temporada do reality. O presidente da emissora, Gary, não está muito feliz com a ideia, mesmo que o solteiro em questão seja o famoso jogador de futebol Darius Beck – mas Quinn o promete arranjar um grupo diverso de mulheres que vai fazer “a audiência estourar”, ao que o presidente concede. UnREAL começando tão cínica quanto sempre foi.


Conforme Quinn ensinou para Rachel, os fins justificam os meios, então a nova produtora de Everlasting mente para muitas mulheres, e até mesmo para o seu solteiro-celebridade, para fazer sua temporada que vai “fazer história”. Ela tem um problema, no entanto, com seu ex Jeremy, que ainda trabalha na emissora, que de repente se tornou uma pessoa amarga e terrível como todo o resto dos personagens de UnREAL.

Quando Jeremy pergunta para Rachel qual das mulheres selecionadas por ela está na “lista de corte”, ou seja, na lista de possíveis pretendentes que não vão chegar nem ao primeiro episódio da temporada, e com as quais portanto os câmeras do reality “podem sair”, Rachel explode, e para não demitir Jeremy (“um processo esperando para acontecer”, segundo Quinn), demite o chefe dos câmeras de Everlasting, soltando uma pérola: “Parece que ser um porco machista na equipe da minha série não dá muito certo”.

O show começou!

Assim que Rachel e companhia reúnem o seu elenco de pretendentes, um novo problema aparece: Chet, o criador do reality, volta de seu “retiro paleolítico” achando que os homens devem comandar Everlasting, e não as mulheres, e exigindo seu cargo de volta de Rachel. Mas a moça está ocupada demais tirando histórias escandalosas de suas pretendentes para tentar usar no material promocional para a próxima temporada – e em um clássico estilo de UnREAL, ela consegue.

Guiando a inesperiente Madison através de um fone de ouvido, Rachel a faz perguntar a uma das pretendentes, uma viúva, sobre o seu marido morto. Madison, a princípio incapaz de fazer as perguntas por respeito à mulher a sua frente, logo cede, e a viúva exclama antes de fugir da entrevista: “Eu vou amar novamente ou morrer tentando!”. Porque essa é UnREAL, o chefe dos cameramans imediatamente vira as lentes para Madison, que está literalmente vomitando pelo que teve que fazer.

Com o material promocional filmado, o que falta é dar forma para o episódio de estreia da temporada de Everlasting, mas é aí que Chet revela seu truque: apesar de Rachel e Quinn terem as pretendentes no local certo para as filmagens, o solteiro-celebridade não aparece! Ele está na casa de Chet, que ofereceu a ele e seu empresário melhores acomodações e um contrato com mais benefícios – jogando por seu lugar no reality, Chet exige que o episódio de estreia seja filmado em sua casa, e com as pretendentes de bíquini.

Quinn precisa tomar a frente de Rachel e negociar com Chet, chegando a um acordo: a estreia será na mansão tradicional do reality, mas sim, as meninas estarão em trajes de banho. Rachel, que até pouco tempo pregava ser capaz de tudo para fazer sua temporada “histórica” acontecer, não vê com bons olhos perder o comando para Chet e Quinn novamente. E que comecem as intrigas em UnREAL!

unreal 2