Man With a Plan, de Matt LeBlanc, tem piloto previsível e personagens estereotipados

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

ATENÇÃO PARA SPOILERS DA SÉRIE A SEGUIR

A nova série do Joey, quer dizer, Matt LeBlanc, Man With a Plan, é de certa forma uma nova comédia baseada em estereótipos desde as sua primeira cenas. Interpretando o pai de família Adam Burns, LeBlanc vai estar pela primeira vez no comando de seus três filhos após sua esposa Andi (Liza Snyder) voltar ao trabalho.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A graça em volta da série então se limita em como Adam é ruim nos cuidados dos filhos – como se ele nem os conhecesse. A dificuldade de se adaptar a nova rotina, como alimentá-los se torna um problema.

Além disso, LeBlanc aparece de forma desinteressada durante suas cenas de Man with a Plan, e o roteiro não se preocupa em dar ao Adam quaisquer traços de caráter além de “uma versão ligeiramente menos burra de Joey”. Ele não tem nenhum amigo e as personalidades dos seus filhos mudam de “moleques ingratos “para “anjos amante do papai”, dependendo do que a cena exige.

Man with a Plan

Pai viril

Há também uma tendência ainda mais preocupante no show: a ideia repassada de que preocupar-se com os seus filhos não é algo viril. Esse ponto é levado para casa pelo personagem de Lowell (Matt Cook), um pai responsável pelos cuidados da casa que teme pela masculinidade de Adam: “Eu estou muito atraído pela sua energia alfa-macho”, diz o personagem em um dos momentos de Man with a Plan.

Desta forma, há a uma interpretação passada pelo piloto de Man with a Plan que, basicamente, existem dois tipos de pais neste mundo: os fracos, como Lowell, que realmente gastam tempo com seus filhos, e os homens reais, como Adam, que nunca falam com os seus filhos. Algo que transmite uma certa regressão nos ideias, mas que a CBS aposta como comédia.

O casal LeBlanc e Snyder também não parece em grande harmonia através das câmeras. Ambos os atores são referências nas comédias norte-americanas, mas a forma como o relacionamento de Adam e Andi é aproveitado em Man with a Plan traz apenas a impressão de um casal sem sal.

É, Joey… talvez seja a hora de Friends voltar mesmo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio