Sense8 | Por que o sexo na série é arte, e não putaria

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O especial de Natal de Sense8 invadiu a Netflix na tarde dessa sexta-feira (23) com duas horas inteiras para os fãs matarem as saudades de Sun, Capheus, Lito, Nomi, Riley, Will, Wolfgang, Kala e os “agregados” do grupo de sensates mais amado do mundo, mas uma cena em especial, como de costume, causou sensação – trata-se da segunda cena de sexo reunindo todos os oito protagonistas.

Na primeira temporada, as experimentações do grupo com a conexão entre suas mentes levaram a uma inesquecível cena de orgia em que barreiras de sexualidade presumida foram quebradas e os personagens “aproveitaram” o corpo uns dos outros em perfeita sincronia. No especial de Natal, algo muito similar acontece durante o aniversário dos sensates, quando todos telepaticamente se juntam a três casais reais: Lito e Hernando, Will e Riley, Nomi e Amanita.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O resultado é um “oba-oba” de proporções épicas, em uma falta de censura quanto ao corpo dos atores que só seria permitida pela Netflix, e ainda assim o curioso é que a impressão deixada pela cena não é de vulgaridade – sensualidade, sim, mas vulgaridade não. Claramente, a ideia do roteiro de Lana Wachowski e J. Michael Straczynski é mostrar o sexo não como algo sagrado ou tabu, mas como natural e essencialmente belo.

No começo do episódio, ao ser apresentado com fotos vazadas na internet de um momento íntimo entre ele e Lito, Hernando passa uma lição de moral em um aluno que resolve expô-lo em frente da classe, dizendo que cada um vê na “arte” o que quer ver. Enquanto alguns consideram a foto de Lito e Hernando pornográfica ou ofensiva, outros veriam dois homens unidos em amor, prazer e apreciação. “Arte é o amor tornado público”, termina Hernando, de forma marcante.

Se arte é o amor tornado público, a direção de Lana Wachowski busca cantar as virtudes das cenas de sexo entre seus protagonistas da forma mais plástica possível. As mudanças de iluminação, a câmera lenta e os ângulos escolhidos por Wachowski denotam um entrelaçamento de corpos, destinos e mentes em um momento de prazer puro, e quando foi que começamos a trivializar, sacralizar ou estigmatizar o prazer? Entre tantas coisas que faz, Sense8 é importante porque volta a nos mostrar o sexo como parte sublime, justamente porque é natural, dos nossos corpos, nossa condição humana, e nossa vida.

Após o especial de Natal, a segunda temporada da série de Lily e Lana Wachowski vai chegar à Netflix no dia 5 de maio de 2017.

Nomi e Amanita em Sense8
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio