Homem-Aranha | Acompanhe a evolução do herói nos últimos 50 anos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As primeiras críticas de Homem-Aranha: De Volta ao Lar têm sido bastante favoráveis ao novo filme sobre o herói mais popular da Marvel. Mas foi um longo caminho até que ele chegasse até o posto onde está hoje, um sucesso absoluto nos cinemas.

Desde brigas entre estúdios e séries de TV duvidosas, o Aranha passou por muita coisa e teve diversos visuais diferenciados. Acompanhe toda a sua trajetória na TV e nos cinemas até chegar aqui, através de alguns vídeos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Homem-Aranha: Desenho Animado

Indo ao ar de 1967 até 1970, esse foi o surgimento do herói nas TVs e não tece grandes críticas.

Spidey Super Stories

Narrada por Morgan Freeman, a empreitada seguinte foi ainda pior nas críticas. Com apenas 29 episódios de 1974 a 1977, veio a primeira chance de exibir atores reais. Não se saiu muito bem, ainda assim.

The Amazing Spider-Man

Com apenas 14 episódios, foi a terceira tentativa da CBS, até então detentora dos direitos, de emplacar o herói. Dessa vez com um formato comum de séries, sem narração em off. De acordo com Stan Lee, essa foi a pior coisa já produzida sobre o herói.

Homem-Aranha: Desenho Animado

Mais um desenho do herói. Dessa vez a CBS fez acordos para tirar o título de sua emissora por um tempo, vendo que o fracasso era cada vez mais próximo. Assim surgiu o segundo desenho do Aranha.

Homem-Aranha e seus Incríveis Amigos

Exibido de 1981 a 1983, foi a vez da NBC tentar um desenho do Homem-Aranha, mas apelando para outros heróis, com os X-Men.

Homem-Aranha: Desenho Animado

O terceiro desenho animado com o mesmo título. Dessa vez exibido pela Fox Kids de 1994 a 1998 e com quase 70 episódios, o herói já estava começando a se popularizar mais.

Homem-Aranha: Franquia de Filmes

Um marco na história dos super-heróis nos cinemas. Quando a Sony adquiriu os direitos do herói, não pensou duas vezes em chamar Sam Raimi para desenvolver uma história para os cinemas, e o primeiro filme em 2002 não poderia ter sido melhor recebido. Tobey Maguire foi um sucesso absoluto como Peter Parker, e ali se iniciava uma grande empreitada de adaptar filmes de heróis para os cinemas. Uma prática, até então, não tão comum. Por mais que o segundo e o terceiro filme não tenham sido tão bons quanto o primeiro em crítica, a franquia merece destaque pelo marco. Mas esse período acabou em 2007.

Homem-Aranha: A Nova série Animada

Logo depois do primeiro filme, em 2003, um novo desenho com traços diferentes surgiu. A MTV chamou o astro Neil Patrick Harris para dublar o famoso herói.

O Espetacular Homem-Aranha

Exibido de 2008 a 2009, mais um desenho animado com traços de quadrinhos foi ao ar.

O Espetacular Homem-Aranha: Franquia

E de 2012 a 2014 a Sony tentou investir em um novo Homem-Aranha, tentando encontrar saída do fracasso de Homem-Aranha 3. Com Andrew Garfield no elenco de dois filmes, a franquia foi ainda mais criticada por enfraquecer a história e mudar completamente a roupagem dos personagens. A Sony começava a repensar suas estratégias.

Ultimate Spider-Man

Se essa parte da franquia não se saiu bem, o desenho animado Ultimate Spider-Man foi um sucesso absoluto. Com Drake Bell dublando Peter Parker, esse foi o desenho que mais perdurou na TV. De 2012 a 2017, caiu nas graças dos fãs.

Homem-Aranha: De Volta Ao Lar.

E finalmente, como todos sabemos, o herói volta a suas origens em De Volta ao Lar. O filme já foi muito elogiado pela crítica internacional, e ao que parece, a parceria entre Marvel e Sony põe o herói novamente em seu merecido lugar.

Além de Holland, o elenco conta ainda com Zendaya (Michelle), Marisa Tomei (Tia May), Abraham Attah, Donald Glover, Tony Revolori, Hannibal Buress, Selenis Leyva, Bookem Woodbine, Michael Mando, Tyne Daly, Tiffany Espensen, Garcelle Beauvois, Angourie Rice, Martha Kelly e Jona Xiao.

Dirigido por Jon Watts, Homem-Aranha: De Volta ao Lar estreia em 6 de julho no Brasil.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio