Primeiras impressões | Vingadores: Guerra Infinita agiganta efeitos e investe em tom cômico

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Seguramente, foram poucas as ocasiões em que o Auditório Ibirapuera esteve tomado por uma legião de nerds. Uma delas foi no encontro que o ator Chris Pratt teve com fãs e convidados, evento da tour de divulgação de Vingadores: Guerra Infinita, que incluiu a exibição de mais de 20 minutos de material exclusivo do filme.

Muito solícito diante dos questionamentos feitos pelos mediadores e jornalistas, Pratt teceu comentários lisonjeiros a vários colegas de elenco, começando por Tom Holland, ao dizer que o jovem ator teve responsabilidade ao encarar um personagem com versões anteriores a dele, desafio pelo qual não passou, visto que Peter Quill, de Guardiões da Galáxia, nunca foi interpretado antes por ninguém no cinema.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Questionado, ele ainda falou sobre a representatividade feminina em Vingadores: Guerra Infinita, abrindo para um espectro muito maior da indústria, comandada em quase todas as frentes por homens, mas assinalou mudanças ao utilizar o filme Mulher Maravilha como exemplo, dirigido por uma mulher, Patty Jenkins, e um dos maiores sucessos de bilheteria de 2017. Ainda pensando nessa questão das transformações, Pratt também ressaltou a relevância social do filme Pantera Negra, um já constatado blockbuster, com poder de alcance impressionante.

Apesar da brevidade do evento, ele foi marcado pela divulgação de algumas cenas de Vingadores: Guerra Infinita, filme no qual o seu personagem se une aos outros heróis da Marvel para combater Thanos (Josh Brolin), o Titã Louco que luta pela posse das Joias do Infinito. A primeira imagem do material exibido é a de Robert Downey Jr. como Tony Stark, instante em que a plateia exibe o potencial de sua empolgação, indicando-a como uma amostra das reações que estavam por vir.

Ao lado de Dr. Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) e Bruce Banner (Mark Ruffalo), Stark explana a sua preocupação em relação ao supervilão que invade planetas e extermina populações. Juntos pensam em como combatê-lo, mas a concentração momentânea do público sofre uma ruptura quando um braço com pelos eriçados denunciam a aparição de Tom Holland como Peter Parker, que mostra o retorno dos ânimos exaltados.

A agitação foi superada apenas pelo trecho em que Peter Quill ou o Senhor das Estrelas aparece ao lado dos outros integrantes de Guardiões da Galáxia, responsáveis pelos momentos mais espirituosos da noite. Após conduzir o resgate de Thor (Chris Hemsworth), a equipe ouve de Drax (Dave Bautista), que ao avistar o personagem inspirado no Deus da Mitologia Nórdica, sentiu como se um pirata tivesse um filho com um anjo, associando essa mistura à beleza viril do herói, garantindo longas risadas dos espectadores ali presentes.

A combinação de 10 anos de trabalho do Marvel Studios, exibida através da apresentação do material exclusivo, será lembrada pelo êxtase proporcionado por essa reunião de personagens tão estimados pelo universo nerd, numa profusão de sons e efeitos notáveis. Se por um lado, a estada de Chris Pratt foi mais rápida do que o esperado, por outro o grupo do qual faz parte já é imorredouro para muitos. Vingadores: Guerra Infinita tem estreia agendada para 26 de abril, portanto não perca a oportunidade de conferir essa aventura na íntegra.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio