Artigo | Homem-Formiga e a Vespa é tudo o que precisamos depois de Guerra Infinita

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

CUIDADO!!! SPOILERS DE TODO O UNIVERSO CINEMATOGRÁFICO MARVEL, INCLUSIVE VINGADORES: GUERRA INFINITA!

Talvez o filme mais esperado de 2018, Vingadores: Guerra Infinita estreou com grande aclamação do público e da crítica. Esperava-se que o filme se saísse bem, mas poucos esperavam que ele quebrasse o recorde absoluto de ganhos feitos durante um fim de semana de estréia. Apesar disso e tudo mais que o filme realizou, houve uma pergunta que eclipsou todos os outros quando o filme acabou: onde estavam Homem-Formiga e a Vespa?

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Scott Lang, o engenheiro que virou o ladrão que se tornou o segundo Homem-Formiga, mal mereceu uma menção em Vingadores: Guerra Infinita. Foi dito de passagem que tanto ele quanto Clint Barton conseguiram negociar um acordo judicial que os colocou sob prisão domiciliar após sua fuga da prisão nas cenas finais do Capitão América: Guerra Civil. Nenhuma menção foi feita a Hope Van Dyne ou Hank Pym, que desenvolveu a tecnologia que permitiu que Scott se tornasse a arma secreta de Steve Rogers durante a batalha que dividiu Os Vingadores. Não é por acaso que Scott, Hope e Hank foram mantidos fora da ação durante a Guerra Infinita. De fato, há várias razões pelas quais os menores heróis da Marvel Comics foram mantidos na reserva para fechar o cronograma de lançamento de 2018. Homem-Formiga e a Vespa se passa antes de Vingadores: Guerra Infinita mas deve estar ligado com Vingadores 4!

Uma coisa importante que o público deve perceber é que Homem-Formiga e a Vespa se ambientará imediatamente após os eventos da Guerra Civil, muito antes de a Guerra do Infinito começar. Não sabemos o enredo preciso do filme, mas sabemos que ele será centrado em torno dos problemas que surgem para Hank e Hope depois que as ações de Scott expuseram sua tecnologia ao mundo como um todo. Também sabemos que o governo federal perseguirá Hank e Hope, junto com pelo menos um ladrão tecnologicamente capacitado, chamado de Ghost.

Dada a linha do tempo dos eventos na Guerra Infinita, não surpreende que Scott e Hope não sejam chamados pelo Capitão América para participar da Batalha de Wakanda. Com a pressa para a ação, Steve Rogers mal teve tempo de levar os aliados que estavam com ele para Wakanda, quanto mais começar a chamar as reservas. Também está claro que o que quer que aconteça no Homem-Formiga e a Vespa será discreto o suficiente para que ele não pingue no radar, pois todos ainda pensam que Scott está vivendo uma vida pacífica sob prisão domiciliar, assim como o Gavião Arqueiro.

Apesar de ser mantido à parte da Guerra Infinta, sabemos que os eventos de Homem-Formiga e a Vespa vão levar ao quarto filme dos Vingadores. A chave para isso é que Michelle Pfeiffer – que foi escalada para o papel da Vespa original, Janet Van Dyne – está programada para aparecer em Vingadores 4 juntamente com Michael Douglas como Hank Pym.

O destino final de Scott Lang e Hope Van Dyne não é claro (eles podem estar entre os que foram apagados pelo estalar dos dedos de Thanos), mas foi confirmado que o clássico Homem-Formiga e a Vespa estarão à disposição para se juntar ao resto dos heróis. A formação original dos Vingadores dos quadrinhos se mostraria, então, incluindo Capitão América, Homem de Ferro, Thor e Hulk. Suspeita-se que o seu destino – e o enredo dos Vingadores 4 – possam se ligar ao Reino Quântico, onde Janet Van Dyne desapareceu antes dos eventos do Homem-Formiga original. Também se especula que o Reino Quântico pode se associar ao enredo do próximo filme da Capitã Marvel. Assim como Homem-Formiga e a Vespa, a Capitã Marvel também será colocada fora de seqüência com os filmes que o precederam, atuando como um prólogo para o Universo Cinematográfico da Marvel em geral com seu cenário dos anos 90.

Outra razão pela qual os personagens de Homem-Formiga e da Vespa foram mantidos fora da ação de Vingadores: Guerra Infinita foi que eles eram necessários para servir a um propósito maior além de construir a contagem de corpos. Scott Lang, Hope Van Dyne e Hank Pym foram intencionalmente mantidos em reserva para que sua próxima aventura pudesse ser usada para limpar o ar após o desenlace sombrio do último Vingadores. Por mais surpreendente que pareça, dado o grande sucesso do Universo Cinematográfico Marvel de hoje, houve uma época em que o filme original do Homem-Formiga parecia ser uma espécie de aposta. Sentiu-se que se poderia fazer um filme de guerra envolvendo o Capitão América ou estabelecer uma grande ópera cósmica em torno dos alienígenas que inspiraram a mitologia nórdica em Thor, mas quem quer assistir a um filme de super-herói sobre um cara que encolhe e fala com insetos?

O primeiro filme do Homem-Formiga foi bem-sucedido, apesar de sua premissa boba, precisamente porque levou o herói como piada, respeitando seus poderes. Muito disso pode ser creditado às habilidades de mestre de Paul Rudd como um ator cômico e sua habilidade de transformar Scott Lang de uma figura de ridículo em um protagonista simpático que queríamos ver alcançar o sucesso. O tom bem-humorado do Homem-Formiga era precisamente o que era necessário depois de Vingadores: Era de Ultron – um filme um pouco sombrio que terminou em uma grande nota negativa, apesar do agenciamento dos Vingadores. Mercúrio estava morto, O Hulk estava perdido, Tony Stark estava prestes a desistir do heroísmo inteiramente na sequência de sua quase destruição do mundo com seus esforços para salvá-lo e Thor estava tão perturbado por suas visões sombrias de um mal vindouro que ele deixou a equipe para buscar esse inimigo invisível. Depois de tanta escuridão e desespero, um pouco de humor alegre foi necessário para lembrar a todos o quanto os filmes de quadrinhos podem ser divertidos.

É por isso que Homem-Formiga e a Vespa é o filme perfeito para seguir Vingadores: Guerra Infinita. É sempre mais escuro antes do amanhecer, como diz o velho ditado, e as coisas estão realmente sombrias para os heróis do Universo Cinematográfico Marvel, com Thanos tendo cumprido seu objetivo. A comédia é uma coisa complicada de se fazer. De fato, uma das poucas críticas à Guerra Infinita foi o quão fora de lugar a performance de Chris Pratt como o Senhor das Estrelas parecia em relação ao resto do filme. Ainda assim, com base no que vimos até agora de Homem-Formiga e a Vespa, parece que será o perfeito antídoto de comédia para o final desesperador de Vingadores: Guerra Infinita e um lembrete de que os super-heróis podem ser tão divertidos quanto são inspiradores.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio