Tatá Werneck e Cauã Reymond são os protagonistas de Uma Dupla Quase Perfeita, longa que chega aos cinemas no próximo dia 19 de julho, misturando comédia policial e suspense.

Dois policiais que não têm nada em comum, mas se veem obrigados a trabalhar juntos. Ela é uma investigadora com métodos diferentes. Ele um subdelegado bonitão, porém nada eficiente. Juntos terão a missão capturar um serial killer numa pacata cidade.

Em conversa com o Observatório do Cinema, Tatá Wernek contou um pouco sobre o processo de produção da obra e como foi contracenar com Cauã, galã dezenas de séries, filmes e novelas.


“A gente já queria trabalhar junto. Eu aprendi muito com o processo de trabalho do Cauã. São processos muito opostos. Ele é muito disciplinado, tem precisão em tudo. Ele sabe de câmera e luz. Alguns diretores [da novela Deus Salve o Rei, da Globo], que já tinham me dirigido em outras novelas, me disseram: ‘Nossa Tatá como você amadureceu’. Esse aprimoramento se chama Cauã Reymond”, revelou Tatá sobre a parceria com o ator global.

O roteiro conta com uma cena ousada estrelada por Tatá e Cauã [veja mais abaixo]. Questionada sobre o assunto, a veterana não deixou por menos: “Aquilo ali foi uma ideia minha. Vida pessoal em cinema”.

Perguntamos se a tomada foi rodada apenas uma vez, a atriz então declarou: “Infelizmente, sim”, mas logo Werneck é interrompida pelo diretor que revelou: “Duas vezes”.

Sob a direção de Marcus Baldini, Uma Dupla Quase Perfeita conta ainda com participações de Daniel Furlan, Alejandro Claveaux, Louise Cardoso, Ary França, Augusto Madeira, Gabriel Godoy, Luciana Paes, George Sauma, entre outros.

Confira a cena ousada e o trailer: