Entenda por que os fãs odiaram o visual de Sonic em seu filme live-action

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sonic: O Filme ganhou o seu primeiro trailer nesta terça (30). Logo, o vídeo virou destaque por trazer, pela primeira vez, a aparência em live-action do popular personagem dos games. E a maioria das reações foram negativas – veja mais abaixo.

Os fãs do ouriço ficaram, de certa forma, assustados. Um dos aspectos que mais incomodou os fãs são os dentes do Sonic, que parecem mais com os de humano do que com os de um ouriço. Um fã, inclusive, publicou uma imagem de como seriam os dentes do Sonic caso eles fossem realmente como os de um ouriço – confira aqui.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dr. Sonic Estranho?

Depois dos fãs criticarem a aparência do Sonic, uma comparação com o Doutor Estranho surgiu. 

Para muitos fãs, o Sonic está com poderes semelhantes aos do mago da Marvel. Um deles é o de conseguir se transportar para outro local, através de um portal. No caso, as duas passagens são feitas a partir de um círculo dourado. Um pôster do filme, que pode ser visto aqui, mostra bem a semelhança. Os fãs usaram as redes sociais para tentar explicar o fato. 

“Cara 1 da Paramount: ‘Ok, nós temos que fazer as argolas do Sonic servirem para algo no filme’. Cara 2 da Paramount: ‘Não sei’. Cara 3 da Paramount: ‘Então caras, eu vi esse novo filme chamado Doutor Estranho’”, imaginou um fã.

“Então, eu vi duas vezes o trailer do Sonic e alguém pode me explicar como ele abre portais do Doutor Estranho com argolas gigantes? Na verdade, agora que pensei sobre isso, eu não me importo e não quero saber”, publicou outro. 

“Esse filme do Sonic é literalmente o Doutor Estranho como um ouriço”, observou outro.

“Aparentemente, Sonic é agora o Doutor Estranho”, provou mais um. 

“Ok, desde quando as argolas do Sonic ficaram iguais aos portais do Doutor Estranho?”, pediu outro.

Análise do trailer

O trailer começa já com uma referência aos clássicos games da SEGA, com uma placa de Green Hills, fazendo menção a Green Hill Zone, primeira fase do primeiro jogo do Sonic, de 1991.

Logo nesse início é introduzido o personagem de James Marsden, que acaba viajando para São Francisco com o Sonic para deter o Doutor Robotnik (vivido por Jim Carrey).

Pouco após, o logo da Paramount aparece com os clássicos anéis dourados no lugar das estrelas, mais uma referência aos jogos do ouriço – esses são os anéis que coletamos nas diversas fases dos games.

Algo interessante de se notar é a quantidade de tênis destruídos na casa de Sonic na floresta, que aparece pouco após o logo da Paramount. Pelo jeito demorou um bocado até ele ficar com seu icônico tênis vermelho.

Vemos, então, o ouriço pela primeira vez. Com seu perturbador visual, ele corre no deserto e alcança uma velocidade tão alta que provoca uma pane elétrica, o que motiva o governo dos EUA a contratar Robotnik para perseguir a criatura.

Robotnik é a única coisa que vale a pena no trailer

Jim Carrey, exagerado como (quase) sempre solta algumas piadas, deixando claro quem está no comando, enquanto prova da maneira mais ridícula possível que é inteligente. Por sinal, podemos enxergar esse Robotnik (que parecia estar preso) como uma possível leve referência a Sonic Adventure 2: Battle, que efetivamente mostra o passado do personagem como cientista, até ficar louco, mas é algo muito distante para termos certeza.

Para piorar as coisas ainda mais, o Sonic começa a falar pouco após, com o roteiro mostrando que adotou a nova onda de protagonista “engraçadinho”, algo que vemos em Deadpool, Detetive Pikachu, filmes da Marvel e muitas outras produções.

Não há muito o que ser dito da dinâmica entre o personagem de Marsden e Sonic, já que muito pouco é mostrado. O trailer claramente foca em referências aos jogos, algo que vemos nas próximas sequências.

Descobrimos, no entanto, que o Sonic precisa salvar o mundo (possivelmente de Robotnik). Já como uma coisa levou à outra, não se sabe, afinal, o doutor foi contratado justamente para neutralizar o ouriço.

Sonic se transformando em uma bola e partindo em alta velocidade na direção do carro que os persegue é um exemplo disso. Aliás, chegamos a ver Robotnik pilotando algo voador, bem ao estilo dos games. Já os anéis dourados parecem ter uma função diferenciada aqui: abrir portais ao estilo de Doutor Estranho.

Por falar em referência, a frase todo o herói tem uma origem no original é “every hero has a genesis”, claramente se referindo ao console SEGA Genesis. Uma pena que a tradução nacional não tenha mantido o sentido da frase.

No fim, ainda vem o maior easter egg de todos: Robotnik careca, com seu clássico bigodão, óculos e jaqueta vermelhas. Provavelmente veremos isso mais para a segunda metade do filme, visto que ele parece ter ficado assim tentando capturar o Ouriço.

Conclusão

Em todo caso, Sonic: O Filme parece ter muitas referências aos jogos, o que não faz dele ser um bom filme, claro. Na realidade, a obra parece uma tragédia anunciada e deve entrar para o populoso clube de péssimas adaptações de games. Afinal, não há como salvar esse visual medonho do protagonista.

A própria lógica interna do filme não parece ser tão boa, visto que o personagem de Marsden se assusta com o Sonic, presumivelmente trata-se de uma criatura única (ele chega a fazer um ‘miau’, o que indica que ele realmente não é algo muito comum de se ver). A questão que fica é a seguinte: ele é um experimento do governo? Uma cria de Robotnik? Afinal, o vilão parece ter levado em conta a velocidade da criatura e não chega a se impressionar com o que ela pode fazer.

Resta aguardar para saber o que será do pobre Sonic com esse filme. Em todo caso, o trailer pode ser conferido abaixo, caso queira ver novamente por alguma razão.

O elenco de Sonic: O Filme conta com James Marsden como o herói humano da trama, Jim Carrey como o vilão Doutor Robotnik e Ben Schwartz como a voz do ouriço. Jeff Fowler dirige o filme, que tem produção de Tim Miller (Deadpool).

Sonic: O Filme estreia nos cinemas brasileiros em 23 de janeiro de 2020.

Reações dos fãs

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio