Game of Thrones e The Big Bang Theory acabam esta semana: e agora?

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

2019 encerra mais uma década de cultura pop, e com ela muitas propriedades marcantes também vão dizendo adeus. O cinema testemunha o fim da Saga do Infinito na Marvel Studios, o desfecho da Saga Skywalker na franquia Star Wars e até a culminação dos filmes dos X-Men na Fox – algo que muitos estão estranhamente ignorando. Na televisão, a era de adeus começa neste ano com o fim de dois grandes fenômenos da cultura pop: Game of Thrones e The Big Bang Theory.

Curiosamente, as séries não poderiam ser mais diferentes. O épico de fantasia de D.B. Weiss e David Benioff na HBO é uma das produções mais gigantescas e sofisticadas da história da televisão, enquanto a comédia nerd de Chuck Lorre aposta no formato sitcom multi-com em uma era onde comédias evoluíram para formatos mais ousados, como Barry, Atlanta e The Marvelous Mrs. Maisel. Ainda assim, ambas deixaram um impacto inestimável.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não seria exagero dizer que os 12 anos de The Big Bang Theory ajudaram a reformular a ideia da cultura nerd/geek no século XXI. Tudo o que envolve super-heróis, quadrinhos e ficção científica se tornou mais popular e até aceito após a comédia da CBS, mesmo que The Big Bang Theory sempre forçasse a mão em seu retrato caricatural dessa subcultura.

Correndo atrás

The Big Bang Theory nem tanto, mas Game of Thrones ajudou a mudar o padrão da indústria da televisão – e até do cinema. Não é coincidência que séries como Vikings, Marco Polo, Black Sails e Knightfall tenham sido aprovadas e desenvolvidas desde 2011, e que diversas produções de Hollywood tenham se inspirado na estética mais violenta e ‘gritty” da série da HBO, com até mesmo alguns de seus realizadores (Alan Taylor e o fotógrafo Fabian Wagner) conseguindo trabalhos em grandes produções americanas, como O Exterminador do Futuro e Liga da Justiça. Tamanho o impacto que outras empresas streaming agora correm atrás da fantasia épica: A Netflix vai tentar sua chance com a adaptação de The Witcher, estrelado por Henry Cavill, e a Amazon Prime pegou o osso grande e vai levar O Senhor dos Anéis para uma nova adaptação seriada.

Todas tentam correr atrás do sucesso de Game of Thrones, provando que grandes mitologias e fantasia épica têm muito espaço na televisão. Quanto a The Big Bang Theory, a outra série que aposta na cultura nerd que vêm à mente é Silicon Valley, também da HBO, mas cuja jornada já começa a atingir uma fase de esgotamento e cansaço – especialmente em um cenário de prestígio dominado pelas outras produções citados acima. O próprio Chuck Lorre aposta em algo mais “sofisticado” com sua nova produção, O Método Kominsky.

Ninguém se vai de verdade

Porém, ainda que cheguem ao fim, não estão exatamente se encerrando para sempre. Game of Thrones terá séries derivadas na HBO, com uma delas já estando em desenvolvimento ativo: um prelúdio ambientado 1.000 anos antes da série original, e que deve mostrar a primeira Longa Noite dos Caminhantes Brancos; além de trazer Naomi Watts no papel principal, que ainda não teve muitos detalhes revelados. Uma força tarefa na HBO trabalha com George R.R. Martin e a roteirista Jane Goldman para pensar em mais histórias e manter o universo da Saga de Gelo e Fogo respirando por muito mais anos.

Do outro lado, The Big Bang Theory também já tem seu derivado. Abraçando o formato do prelúdio, Young Sheldon mergulha na infância do personagem de Jim Parsons, e já está em sua terceira temporada – além de já ter ganhado um inesperado crossover com The Big Bang Theory. Claro, Young Sheldon de forma alguma substituirá a série original, e não tem o mesmo apelo ou popularidade de sua nave-mãe, mas é uma forma de manter o legado vivo por mais alguns anos.

Seja lá o que o futuro traga após o fim de Game of Thrones e The Big Bang Theory, a última década saiu marcada pelas icônicas produções. Curiosamente, ambas darão o último adeus neste próximo final de semana, com a difícil tarefa de fazer valer os anos investidos e os fãs formados ao longo do caminho. Se a missão será bem sucedida ou não, sua marca na História do entretenimento popular já estão garantidas, eternamente.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio