Como já era de se esperar, o final da segunda temporada de Dark não foi exatamente algo fácil de se entender. A ficção científica se apoia fortemente na viagem do tempo como conceito central de sua narrativa e conseguiu criar mais perguntas do que respondê-las no final da temporada.

Esse segundo ano estreou no dia 21 de junho na Netflix e expandiu as histórias interconectadas de quatro famílias vivendo na cidade rural de Winden, Alemanha – os Nielsen, os Kahnwald, os Tiedemanns e os Dopplers – trazendo ainda mais viagem no tempo.

O protagonista da série, Jonas, foi de encontro ao grupo de viajantes no tempo Sic Mundus a fim de tentar impedir o plano deles de criar o apocalipse.


No ato final da segunda temporada, muitas pontas foram deixadas para a terceira e última temporada. Adam, líder do Sic Mundus, conseguiu criar o terceiro e final loop temporal, ao assegurar que Jonas estava no lugar certo, na hora certa.

Adam também fez com que dois de seus seguidores se certificassem que os portais entre os períodos de tempo estivessem abertos. A abertura desses portais levou à inevitável catástrofe na usina nuclear de Winden, mudando vidas para sempre, criando o loop temporal final para o benefício de Sic Mundus.

Agora vamos destrinchar cada um dos detalhes desse desfecho.

Quem sobreviveu ao desastre nuclear

No ato final vemos a jovem Elisabeth Doppler e seu pai, Peter, esperando a iminente catástrofe no bunker subterrâneo. Agora cientes do que está para acontecer e desesperada para salvar sua filha, Regina, a Claudia de 1987 leva Regina ao abrigo. Todos os quatro se sentam e parecem preparados para esperar as coisas acontecerem. Nos momentos finais, um jovem Noah aparece no abrigo para esperar a catástrofe passar.

A Claudia de 1987 estar no bunker em 2020 explica como ela conseguiu ser a única nos seus 70 ou 80 anos no ano de 2052 (100 anos após a vemos como uma criança de aproximadamente 10 anos na primeira temporada), quando ela inevitavelmente começa a viajar no tempo a fim de completar sua missão. Regina poderia sobreviver no abrigo, mas também tem câncer terminal, o que deve levar à sua morte. Já foi confirmado que Elisabeth sobrevive e se torna adulta, se tornando líder dos sobreviventes de Winden em 2053, então ela vai sobreviver no abrigo. Ainda não sabemos o que acontece com Peter.

Já os personagens fora do abrigo, é de se esperar que todos tenham morrido durante o desastre. A única exceção sendo Charlotte Doppler, que estava dentro da usina quando uma janela no tempo se abriu depois que os portais foram estabilizados e ela viu Elisabeth de 2053. Charlotte e Elisabeth pareceram encostar suas mãos através do portal e Charlotte pode ter sido salva a tempo.

Para onde Jonas leva Bartosz, Magnus e Franziska?

Ao término da segunda temporada de Dark, o Jonas mais velho agora está frágil e abalado pelos eventos que acontecem, os quais ele vai ser incapaz de impedir. Ele é confrontado por um Noah mais jovem, que dá para ele uma carta de Martha. Ainda não sabemos o que Martha escreveu para Jonas, mas o que ela escreveu parece ter chocado Jonas; ele sentiu que não foi capaz de salvá-la, agora que ela sabia sobre a verdade envolvendo a viagem no tempo, que ele é do futuro, e o detalhe que eles são tia e sobrinho.

Seja lá o que Martha escreveu para o Jonas mais velho, é o suficiente para ajudar o jovem Noah que Jonas precisa salvar Bartosz, Franziska e Magnus, levando-os para outro período no tempo. Jonas consegue fazer isso, achando o três na casa dos Nielsen, ativando a máquina do tempo para levá-los embora dali.

Dark sugere que Jonas os levou de volta para 1921, porque vemos o que parecem ser versões mais velhas de Magnus e Franziska ativando o portal da base de Sic Mundus em 1921, a pedido de Adam. Ainda não sabemos onde Bartosz está, mas sua localização e papel na Sic Mundus devem ser revelados na terceira temporada.

Martha e o jovem Jonas

Uma das maiores reviravoltas no final da segunda temporada de Dark foi a introdução da Martha de outra dimensão.

Enquanto Jonas estava de luto pela morte da mulher que amava, uma segunda Martha apareceu para levá-lo para longe desse cenário apocalíptico acontecendo em Winden. Ela utiliza um orbe de visual parecido às máquinas do tempo da série, indicando que ele pode ser uma versão mais avançada dessas máquinas.

O mais curioso é que, ao ser perguntada de qual tempo ela é, ela responde: “a questão não é de que tempo, mas de que mundo”, sugerindo que ela pode ser de uma dimensão alternativa.

Aliás, essa aparição de última hora da Martha indica que há a possibilidade de eventos serem acompanhamos através das dimensões com a tecnologia certa. Com isso, há a possibilidade de uma dimensão policiar a outra.

Mais importante ainda, com a existência de várias dimensões, há a possibilidade de salvar todos que morreram na série.

Katharina retorna para 1986?

Alguém que poderia mudar bastante as coisas no terceiro loop em Winden é Katharina Nielsen, mãe de Mikkel Nielsen. Ela passa a maioria da segunda temporada procurando por respostas para o desaparecimento de Mikkel. Ela foi incapaz de usar os mapas de seu marido e seus achados da primeira temporada para descobrir como navegar as cavernas de Winden.

Eventualmente, Katharina é vista dentro das cavernas, lendo uma mensagem no seu mapa: “siga o sinal”. Isso a leva para os túneis, com a imagem final da temporada mostrando ela chegando em uma das portas de Sic Mundus.

Ela já se demonstrou hesitante para aceitar a viagem no tempo, mas já mostrou que faria qualquer coisa para conseguir Mikkel de volta. Se ela conseguir voltar para 1986, existe a chance dela se reunir com Mikkel e potencialmente bagunçar a progressão do terceiro loop temporal, ao tirar o filho do tempo em que ele deveria estar.

O que acontece a Adam e o Sic Mundus?

A segunda temporada termina com Adam (que é a versão mais velha de Jonas) aparentemente iniciando o terceiro loop temporal, depois de atirar em Martha, matando-a. Adam pretende dar ao jovem Jonas a vontade de continuar nesse caminho e eventualmente se tornar Adam, acreditando que a morte de Martha o incentivaria a travar a mesma guerra contra o tempo que Adam faz nesse loop.

Mas o que acontece com Adam e o restante de Sic Mundus? O objetivo deles era quebrar completamente as amarras do tempo linear, como eles têm feito ao sequestrar crianças de tempos diferentes, bagunçando toda a linha do tempo.

Agora que a terceira fase do plano do grupo começou, ela pode provar ser ainda mais desastrosa que a catástrofe nuclear da segunda temporada, envolvendo ainda mais mortes e perdas como um todo.

Vamos descobrir na terceira temporada de Dark.