X-Men: Fênix Negra mal estreou, mas já pode ser considerado como uma das maiores bombas de 2019. A expectativa já não era tão grande para a bilheteria do filme, mas ele acabou ficando abaixo do esperado.

A previsão era que Fênix Negra fosse fazer 50 milhões de dólares na bilheteria doméstica em seu final de semana de estreia, número que já colocaria o filme dentre as piores estreias da franquia. A realidade foi ainda mais aterradora e o filme fez apenas 32,8 milhões nos EUA, estreando em segundo lugar – abaixo de Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2.

Agora a previsão é que Fênix Negra acabe fazendo a Fox perder 100 milhões de dólares em razão de sua péssima performance. Em outras palavras, é um ‘flop’ gigantesco e há alguns motivos que podemos apontar como causadores disso.


Críticas negativas

Primeiro de tudo, a promoção boca-a-boca do filme não foi muito favorável. Fênix Negra tem a pior nota no Rotten Tomatoes de toda a franquia (23% de aprovação até o presente momento, com 290 críticas levadas em consideração). Evidente que isso já acaba massacrando as já baixas expectativas para o filme.

Outro fator que influenciou o péssimo desempenho de X-Men: Fênix Negra é o fato do filme ter chegado aos cinemas pouco tempo após Vingadores: Ultimato, Aladdin, Pokémon: Detetive Pikachu e John Wick. Embora sejam longas bem diferentes, todos atraem um público considerável (Ultimato com destaque, obviamente). Com isso, Fênix Negra compete não só nas vendas de ingressos, como em números de salas disponíveis.

Caso estreasse em um período menos lotado, como sua data anterior, em fevereiro, o filme poderia ter se saído melhor, mesmo com a montanha de críticas negativas.

Não bastasse isso, a franquia X-Men já não é mais o que foi um dia. Depois do péssimo Apocalipse, os fãs já não nutriam boas expectativas pelos filmes da saga. Para piorar, o longa foi adiado repetidas vezes (junto de Novos Mutantes), o que nunca faz a obra cheirar muito bem.

Além disso, para os espectadores mais casuais, Logan serviu como uma bela despedida para toda a franquia, já que, por muito tempo, Wolverine e o Professor Xavier permaneceram no centro dessas histórias nos cinemas. Obviamente o fã sabe que Logan é praticamente um spin-off se levarmos a continuidade principal (já conturbada) da saga, mas é um fator que afasta o público de qualquer forma.

Marketing terrível

Não podemos, também, desconsiderar o péssimo marketing de X-Men: Fênix Negra. Estamos falando de um filme cuja campanha foi promovida enquanto o acordo da Disney e Fox estava sendo finalizado, o que complica um pouco as coisas. Para piorar, de acordo com reportagens recentes (via ScreenRant), a Fox não sabia muito bem como vender Fênix Negra para o público.

Aliás, vemos isso claramente quando comparamos a campanha de marketing com depoimentos, entrevistas e mais do elenco e equipe. Enquanto o marketing vende o filme como mais um filme de herói, todo o resto classificava o longa como o capítulo conclusivo da saga dos X-Men, algo que não aparece nos pôsteres ou trailers do filme e que certamente deveria estar escrito em letras garrafais em tudo quanto é imagem da obra. Estamos falando de uma saga que começou lá em 2000, afinal!

Chega a ser surreal que um filme como Rocketman, classificado para maiores, conseguiu ficar mais conhecido pelo público geral do que um filme sobre um dos grupos de super-heróis mais famosos da história e, ainda por cima, que não é exclusivamente para maiores.

Certamente a Fox errou feio na campanha de marketing do filme.

Assim sendo, como é o caso de todo blockbuster que falha miseravelmente na bilheteria, todos da produção começam a apontar dedos, a tal ponto que até James Cameron foi culpado pelo desastre do filme.

A verdade é que se trata de uma confluência de fatores, todos fortalecidos pelo fato do filme ser horroroso. Os X-Men definitivamente mereciam mais.

Vamos ver se a Disney trata melhor essa icônica equipe.