Atenção! Contém spoilers de Toy Story 4

Toy Story 4 vem conquistando o coração de público e crítica, e deve garantir bilheterias bilionárias para a Disney.

Woody, como protagonista do longa, sempre foi um dos personagens mais queridos dos fãs. O que pode passar despercebida é a profunda da história do boneco.


Na franquia, Woody passa por crises de identidade e experimenta os mais tumultuosos sentimentos.

Segundo uma teoria apresentada pelo site What Culture!, Woody pode ter uma história mais trágica do que qualquer um pode imaginar.

Confira abaixo e tire suas próprias conclusões!

Woody e Andy

Com o fim de Toy Story 3, Woody encontra um novo propósito com Bonnie, já que Andy não era mais uma criança. Desde o primeiro filme da franquia, a principal motivação de Woody é o sentimento de pertencimento. Ele valoriza, acima de tudo, seu “dono”, e é com ele que se estabelece a principal relação.

Woody valoriza tanto o fato de ser o brinquedo favorito de Andy no primeiro filme da saga, que chega a sabotar Buzz Lightyear.

Com o vilão Lotso em Toy Story 3, Woody entende o que acontece quando se apega demais ao passado.

A franquia também já havia estabelecido que os brinquedos sofrem com um sentimento terrível de rejeição quando são abandonados por seus donos. Woody era feliz com Andy e lutava para manter seu status de brinquedo preferido. Será que ele teve outro dono antes de Andy e também foi abandonado? Toy Story 4 responde essa pergunta.

40 anos de solidão

Toy Story 2 já havia sugerido que Woody era mais velho do que o público imaginava. Toy Story 4 confirma que o brinquedo foi criado nos anos 50, como protagonista de uma série de TV cancelada por baixa audiência.

Woody, assim como vários outros brinquedos da época, ficou esquecido provavelmente por 40 anos antes de ser encontrado por Andy.

Como um boneco de uma série cancelada, esquecida e pela qual ninguém nunca se importou, Woody passou décadas em uma realidade cinza, sem companheiros ou qualquer sensação de pertencimento.

Dessa forma, Woody seria tão ligado a Andy por que ele foi a primeira criança que o amou.

Um final perfeito

Após passar a franquia inteira lidando com a necessidade de validação por humanos, é com o retorno de Bo Peep que Woody entende o verdadeiro sentido de suas existências.

Em Toy Story 4, Woody entende que não precisa de um dono para justificar sua existência, e sim de amigos.

Quando a boneca retorna, Woody tem um momento de epifania e percebe que o medo da rejeição foi criado por sua própria mente. O Garfinho também ajuda nesse entendimento.

Como não agora a ideia de “dono”, o novo personagem apenas queria ser jogado fora, pois se considerava apenas lixo.

Tentando salvar Garfinho, Woody tentava salvar a si mesmo. Caso Bonnie realmente jogasse ele fora, os medos de Woody se confirmariam, e ele teria que encarar de frente a possibilidade de um dia Bonnie também se cansar dele.

É apenas após perceber que seus amigos brinquedos são mais importantes que comparações com sua relação com Andy ou Bonnie, que Woody entende sua verdadeira identidade.

Toy Story 4 está em cartaz nos cinemas.