Capitão América: Guerra Civil trouxe ao MCU (sigla em inglês para Universo Cinematográfico da Marvel) uma era de brigas entre os Vingadores. No filme, parte dos heróis passaram a ser tratados como criminosos por causa do Acordo de Sokóvia. Homem-Aranha: Longe de Casa fecha mais esse arco no universo compartilhado do cinema.

O acordo surgiu depois que a Feiticeira Escarlate destruiu um prédio em Lagos, na Nigéria. Os heróis foram responsabilizados pela morte de civis. A tragédia fez com que 117 países concordassem que os heróis deveriam ser regularizados.

Os Vingadores teriam que entregar as identidades e informações sobre poderes aos governos. Além disso, teriam que esperar um chamado das Nações Unidas para qualquer intervenção. Um grupo formado pelo Capitão América não concordou com os termos e entrou em guerra com a equipe liderada pelo Homem de Ferro.


O combate separou os Vingadores, feriu gravemente o general James Rhodes – o Máquina de Combate e resultou na construção de uma prisão para superpoderosos.

No desfecho da trama, Capitão América, Viúva Negra, Falcão, Visão e Feiticeira Escarlate formaram os Vingadores Secretos, fugindo para Escócia. O Gavião Arqueiro e o Homem-Formiga foram colocados em prisão domiciliar. Do outro lado, o Homem de Ferro ocupou o quartel-general vazio dos heróis, focando na recuperação de Rhodes.

Muito aconteceu no MCU desde o polêmico Acordo de Sokóvia. Agora que todo o caos passou, Guerra Civil também encontrou o seu fim.

Acordo de Sokóvia é parcialmente responsável pelo estalo de Thanos

Thanos poderia ter fracassado caso os Vingadores não estivessem separados. Rhodes chega a apontar isso para o general Ross em Vingadores: Guerra Infinita. Sem acordo, o Visão estaria no quartel-general dos heróis e não escondido na Escócia, quando é encontrado pela Ordem Negra, que queria a Joia da Mente.

A batalha na Europa machucou o Visão, um dos mais poderosos dos Vingadores, que nada pôde fazer contra o exército de Thanos. Além disso, o Gavião Arqueiro e o Homem-Formiga nem participaram da batalha, enquanto o Homem de Ferro, Homem-Aranha e Doutor Estranho partiram para o planeta Titã.

Vingadores: Ultimato provou que a Terra precisava de uma frente unida de heróis para combater Thanos. Com o Acordo de Sokóvia, isso não foi possível no passado. Vale até lembrar que os termos citados em Guerra Civil não são lembrados na batalha final contra o Titã Louco.

Capitão América e equipe não são mais criminosos em Vingadores: Ultimato

Vingadores: Ultimato dá um salto de cinco anos no tempo. Em uma Terra pós-estalo de Thanos, Capitão América e Viúva Negra podem viver de forma livre, sendo tratados como heróis e não como fugitivos, como aconteceu no final de Guerra Civil.

Steve Rogers comanda um grupo de apoio para os que ainda sofrem com a dizimação. Já a Viúva Negra é a nova líder dos Vingadores.

O filme não explora o cenário da política mundial. Mas, é correto imaginar que o Acordo de Sokóvia deixa de ser uma prioridade.

Os argumentos para essa afirmação são observados em Vingadores: Ultimato. Os heróis matam Thanos, voltam para Terra, viajam no tempo e derrotam o Titã Louco novamente, no próprio quartel-general, sem qualquer pedido para o governo.

Homem-Aranha: Longe de Casa nunca menciona o Acordo de Sokóvia

Homem-Aranha: De Volta ao Lar traz referências ao Acordo de Sokóvia, que até é citado na aula de Peter Parker. A lei também limita a atividade do herói do título, que podia ser apenas o amigo da vizinhança, sem chamar a atenção das Nações Unidas.

Em Homem-Aranha: Longe de Casa, como é visto na própria divulgação, Peter Parker e Mysterio participam de batalhas enormes em diversos países. Eventos como estes criaram o Acordo de Sokóvia em Capitão América: Guerra Civil. No entanto, no mais recente filme do MCU, a lei não é lembrada e os governos não interferem na ação.

Se em Homem-Aranha: De Volta ao Lar e Vingadores: Guerra Infinita o acordo foi citado como um lembrete aos espectadores, em Vingadores: Ultimato e Homem-Aranha: Longe de Casa ninguém menciona a antiga lei. Isso prova que a Guerra Civil definitivamente terminou. Vale sempre lembrar que o novo longa de Peter Parker encerra a Fase 3 do MCU.

Acordo de Sokóvia será deixado para trás na Fase 4

O Acordo de Sokóvia pode ser citado novamente na Fase 4 do MCU, mas a referência deve acontecer para provar que ele terminou. Nos quadrinhos, a lei tem um grande impacto e cria até o Ato de Registro dos Super-Heróis, interferindo no universo da editora. Nos cinemas, a história é diferente.

A lei se tornou polêmica com os eventos de Vingadores: Guerra Infinita. Além disso, o foco do universo compartilhado são os personagens, assim não faria sentido continuar uma trama que dá destaque ao mundo em que eles estão inseridos.

No MCU, a Guerra Civil teve o objetivo de iniciar a briga entre Capitão América e Homem de Ferro e tornar possível o ataque de Thanos. Com os três personagens fora de cena, cada um de sua maneira, o arco não tem mais o que oferecer. A Fase 4 deve trazer uma nova história para os Vingadores.