Homem-Aranha: Longe de Casa estreou em 4 de julho e vem dominando as bilheterias desde então. Stranger Things lançou sua terceira temporada há pouco tempo, e os novos episódios foram vistos por mais de 40 milhões de pessoas em menos de uma semana.

Além do sucesso comercial, as produções apresentam várias características em comum, especialmente no que se relaciona às motivações e tom dos personagens.

No fim das contas, Stranger Things e Longe de Casa foram bem sucedidos pois deixaram os jovens serem realmente, jovens. Os personagens experimentam a adolescência como um período de confusão e transição, assim como na vida real.


O amigo da vizinhança

Peter Parker viveu uma vida extraordinária em apenas 16 anos. Ele se tornou um herói, recebeu ajuda de seu mentor Tony Stark, se juntou aos Vingadores, foi para o espaço, morreu e voltou à vida.

Nesse processo, ele aprendeu a lidar com as responsabilidades do Homem-Aranha. O novo filme apresentou um Peter Parker confuso. Ele sabe que tem que continuar ajudando o próximo, mas não tem certeza de como fazer isso sem a ajuda de Tony Stark.

O que ele realmente precisava era de férias. Diferentemente de outros heróis como o Capitão América e a Viúva Negra, o Homem-Aranha é apenas uma parte de Peter Parker. A posição de herói ainda não ocupa completamente a vida do adolescente. Ele quer sim ajudar as pessoas, mas também quer viajar para a Europa com os amigos.

Mesmo que Tony tenha sido extremamente importante para o desenvolvimento de Peter, os amigos e a família do jovem também são essenciais para sua formação completa.

Adolescência estranha

Ninguém espera que os garotos e garotas de Hawkins sejam definidos por suas experiências no Mundo Invertido. Pelo contrário, todos desejam que eles possam esquecer desse trauma terrível.

No entanto, quando o Devorador de Mentes retorna, a turma de Eleven não hesita e encara de frente as novas ameaças. Porém, o grupo agora também tem outra preocupação importante: namoros.

Após a segunda temporada de Stranger Things, alguns dos integrantes da turminha de Hawkins se envolveram romanticamente. Mike e Eleven, Lucas e Max, Duastin e Suzie.

As vidas amorosas dos personagens ganham os holofotes, principalmente no caso de Eleven e Mike, que passam por um término e depois se reúnem novamente.

Entre todas as personagens de Stranger Things, Eleven passa pelo maior desenvolvimento. No início da série, ela é basicamente uma criatura selvagem, sem nenhuma concepção de regras sociais ou expectativas de gênero.

A terceira temporada também acerta em apostar na amizade entre Eleven e Max. Com uma companheira, a adolescente poderosa percebe que também pode se expressar por seu vestuário e que existe uma diferença bem grande entre amizades femininas e masculinas.

Uma perspectiva real

Para todo mundo que já viveu o tumultuado período da adolescência, Stranger Things e Homem-Aranha: Longe de Casa são uma ótima fonte de nostalgia.

Tanto a série quanto o filme conseguiram capturar o stress e o prazer da adolescência, e acertaram em colocar os desafios desse período como ponto principal de suas tramas.

Muitos adolescentes querem desesperadamente ser vistos como mais velhos ou mais sofisticados do que realmente são. Stranger Things e Longe de Casa demonstram que os jovens podem apreciar totalmente essa fase, sem pressa pra crescer.