O Rei Leão: Por que Timão e Pumba são muito mais estranhos no remake

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As novas versões de Timão e Pumba, que aparecem em O Rei Leão, são surpreendentemente estranhas e bizarras, e isso não é algo ruim!

Dublada por Billy Eichner e Seth Rogen, a dupla é um dos pontos altos do novo filme, conseguindo se estabelecer como os reis da comédia no filme.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma nova Hakuna Matata

Hakuna Matata, a filosofia de Timão e Pumba pode ser traduzida como “sem preocupações”.

Porém, no novo filme, ela ganha tons niilistas e conta com piadas que quebram a quarta parede.

Na nova versão de O Rei Leão, Hakuna Matata significa “sem preocupações” pois o passado não importa. O futuro não importa. No final das contas, nada importa. Em certo ponto, Timão compara a vida com uma linha reta, raciocínio bem diferente do ciclo sem fim proposto por Mufasa.

A dupla também sugere que não existe nada após a morte, por isso não vale a pena discutir ou se importar com coisas pequenas.

A quarta parede

O remake de O Rei Leão tenta ser o mais realista possível. Graças aos detalhes digitais e visuais impressionantes, o tom cômico e cartunesco do filme original fica de lado.

Algo que chama a atenção do público são as várias piadas que Timão e Pumba contam, muitas vezes quebrando a quarta parede.

Quando a dupla explica o conceito de Hakuna Matata para Simba, Timão diz “isso na maioria das vezes causa uma reação maior”, como um aceno para o público.

O momento também se repete quando Timão canta “Be Our Guest” para distrair as hienas, talvez a melhor piada do filme.

Com todas essas mudanças, O Rei Leão consegue trazer algo de novo para um material já conhecido e formulaico, arrancando risadas do público de uma forma ou de outra.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio