The Walking Dead sempre foi uma série de HQs extremamente bem sucedida. Exatamente por isso, fãs ficaram chocados ao saber que a edição #193 da HQ seria a última, encerrando as tramas de todos os personagens em uma edição especial de mais de 70 páginas.

Robert Kirkman, o criador da série, escreveu uma carta afirmando que esse era o final que sempre quis contar. No entanto, a conclusão abrupta da série levanta uma questão importante: a saga foi encerrada por razões criativas ou financeiras?

Tendências recentes

O site ComicBook.com publicou uma interessante análise de vendas das HQs de The Walking Dead, e como a morte de Rick impactou o interesse do público.


The Walking Dead sempre foi considerada uma HQ “fácil de vender” pelos distribuidores. No entanto a análise das vendas de junho de 2018 a abril de 2019 revelou uma tendência preocupante. As vendas unitárias caíram 40.8%. A diminuição fez parte de uma redução constante que acontecia já há alguns meses.

Análise Geral

Para entender ainda melhor a razão pela qual as vendas de The Walking Dead diminuíram tão consideravelmente, o ComicBook.com expandiu sua análise para englobar as vendas desde 31 de outubro de 2010, data de lançamento da série The Walking Dead na TV, um evento que mudou consideravelmente o contexto envolvendo a HQ    .

A análise revelou que The Walking Dead se manteve segura em número de vendas durante grande parte da última década. Entre outubro de 2012 e abril de 2018, The Walking Dead vendeu aproximadamente 73 mil unidades de edições não-exclusionárias. Isso se aplica a coleções, assim como o primeiro volume “Days Gone Bye”, se estabelecendo entre 2.000 e 8.000 vendas por mês, isso sem contar os exemplares adquiridos em livrarias como a Barnes & Noble.

Dessa forma, a saga conseguiu manter um volume estável de vendas durante os últimos 10 anos, contando com apenas 2 mudanças realmente importantes. Um aumento expressivo em 2011 (com a série na TV) e a queda de 40.8% citada anteriormente.

O motivo

Como as vendas de The Walking Dead vieram caindo de maneira mais expressiva desde o lançamento da edição #180, em junho de 2018, vários motivos podem explicar o aumento no desinteresse dos fãs. Foi nesse período que as saídas de Andrew Lincoln e outros membros importantes do elenco de The Walking Dead foram anunciadas. Mesmo que as críticas à série tenham variado durante as temporadas da série, essa foi a primeira vez que isso se refletiu nas vendas das HQs.

The Walking Dead #180 também concluiu o arco “Admirável Mundo Novo”, e mudou radicalmente a direção da trama da HQ, introduzindo a Commonwealth, e focando mais nos aspectos da reconstrução da sociedade do que no terror de sobrevivência.

Dessa forma, o declínio da série na TV e a mudança do enredo da HQ foram ambos importantes para a diminuição do interesse dos fãs.

Conclusão

Após a morte de Rick Grimes, já havia ficado claro que The Walking Dead já estava chegando ao fim.

Com a diminuição das vendas, provavelmente o aspecto financeiro se uniu ao ímpeto criativo de Robert Kirkman, e o fim da saga foi proclamado.