A San Diego Comic-Con 2019 começou nesta quinta-feira (18) com um dos únicos estúdios de Hollywood que trouxe atrações: a Paramount Pictures, que vem com O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, nova tentativa de trazer a franquia criada por James Cameron a seus tempos de glória – que, sendo bem sinceros, ficaram lá atrás em 1991.

Mas todos parecem comprometidos em fazer com que o sexto filme da franquia seja a continuação definitiva da saga. Nesta quinta-feira, o diretor Tim Miller trouxe os astros Arnold Schwarzenegger, Linda Hamilton, Mackenzie Davis e Gabriel Luna para o painel especial do filme, que trouxe material inédito e algumas novidades interessantes. Ocupado com as gravações de Avatar 2, 3 e sabe-se lá quantos mais, o cabeça James Cameron apareceu em uma video chamada, oferecendo aquele apoio moral e o “toque do padrinho” para o reboot.

Novamente, o painel reforçou como Destino Sombrio vai ignorar as outros filmes da franquia, sendo uma sequência direta a O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final. A Rebelião das Máquinas, A Salvação e o péssimo Gênesis foram todos apagados da cronologia – assim como a série Terminator: The Sarah Connor Chronicles, e começa 27 anos depois do segundo filme. Nesse embalo, foi revelado que Edward Furlong, que interpretou John Connor no clássico de 1991, estará de volta para esse novo filme – mas seu papel não foi detalhado nem mostrado nas imagens inéditas no evento.


“No universo de O Exterminador do Futuro, só existe uma linha do tempo. Se você mudar algo no passado, o tempo se mexe e altera o futuro”, explica Miller, justificando que as ações de Sarah e John em O Julgamento Final criaram um futuro ainda mais devastador. Não temos mais a Skynet, mas sim uma nova inteligência artificial que está em guerra com os humanos no futuro, e envia um moderno Exterminador (Gabriel Luna) para matar uma jovem que será a futura líder da Resistência. Mesma premissa, basicamente, mas com a veterana Sarah Connor agindo como protetora do grupo, assim como a ciborgue modificada de Mackenzie Davis.

O retorno de Sarah Connor

A cena mostrada na Comic-Con mostra justamente essa primeira interação. Sarah salva o grupo protagonista de um ataque do Exterminador, e se apresenta a eles da melhor forma possível. “Meu nome é Sarah Connor. 29 de agosto de 1997 deveria ter sido o dia do Julgamento Final. Meu filho e eu impedimos isso. Nós mudamos o futuro. Salvamos 3 bilhões de vidas. De nada. Desde então, eu caço Exterminadores. Esse currículo serve pra você?”, diz Connor, garantindo reações extasiadas da plateia do evento.

“Eu trabalhei muito duro por um bom ano, dieta e tudo o mais para entrar em forma e fazer o que eu pudesse, fisicamente, para a personagem. Mas um dia eu acordei e pensei, ‘sabe, eu não preciso mais me preocupar com o que eu era, porque eu sou muito mais do que era’”, diz Hamilton, que tem seu primeiro grande papel nos cinemas em anos. Ela ainda brinca dizendo que poderia facilmente derrotar seus colegas de cena mais jovem, destacando a ciborgue de Davis.

Outro ponto bem animador para os fãs é que Tim Miller confirmou que Destino Sombrio “definitivamente” terá uma classificação indicativa para maiores de 18 anos – sendo o primeiro filme da franquia desde o terceiro a obter essa marca. “Eu tinha um outro plano caso não pudesse ser para maiores. A questão é que o DNA de O Exterminador do Futuro é de um filme para maiores, car***”, brinca o diretor, remetendo ao teor mais gráfico dos primeiros filmes de Cameron.

Se isso vai dar certo ou não, saberemos apenas em novembro, quando O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio chegar aos cinemas. Mas esse painel certamente nos deixa mais empolgados do que o primeiro trailer foi capaz de fazer.