A Marvel Studios anunciou sua Fase 4 no aguardado painel da San Diego Comic-Con neste último fim de semana, e uma das atrações mais aguardadas é Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, que apresenta o primeiro super-herói asiático do MCU. E ainda que a maioria esteja bem animada e ansiosa pelo filme, parece que a parcela chinesa dos fãs da Marvel tem algumas ressalvas.

De acordo com uma pesquisa do Quartzy, diversos usuários da rede social chinesa Weibo estão infelizes com o projeto, algo que se dá pela origem complicada da propriedade nos quadrinhos da Marvel. Ela foi descrita como um mero pastiche da cultura do Leste Asiático, capitalizado no interesse dos EUA em artes marciais, o que resultou em uma onda de filmes de kung-fu na década de 70 – principalmente aqueles protagonizados pelo grande Bruce Lee.

O herói estreou em Marvel Special Edition #15, e foi planejado como uma adaptação da série de TV Kung Fu, estrelada por David Carradine. Como a Marvel não conseguiu os direitos, mas obteve permissão para usar o controverso Fu Manchu, ela criou um novo super-herói para combater o vilão asiático – e ainda o tornou seu pai, para aumentar o drama.


O problema do Fu Manchu

E é justamente no Fu Manchu que está o problema. É uma caricatura estereotipada que foi criada para representar o “perigo amarelo” nos EUA, em uma campanha xenófoba para atacar os asiáticos que imigravam para o país no século XIX e começo do XX. A figura do Fu Manchu era representada como mais animalesca, com unhas gigantes, uma barba típica e uma pele amarelada. É um personagem ofensivo e que foi retirado da maior parte da cultura mainstream. E também do filme de Shang-Chi, que usará o Mandarim em seu lugar.

Porém, isso também é um problema para os chineses. Assim como o Fu Manchu, o Mandarim representa outro estereótipo que é um produto de sua época: a ameaça do comunismo da China na Guerra Fria, e que foi particularmente refletido nos quadrinhos do Homem de Ferro na época. Claro, é uma herança infeliz, mas os usuários do Weibo também não estão felizes com o fato do Mandarim ser vivido por um ator chinês, Tony Leung, enquanto o herói titular é vivido por Simu Liu; um ator canadense.

Resta torcer para que a Marvel Studios aprenda com o passado problemático de Shang-Chi e faça bonito na estreia do Mestre do Kung Fu nos cinemas. Mas estamos otimistas.

O elenco do novo filme da Marvel Studios trará Sim Liu como o herói, e ainda traz Tony Leung e Awkwafina. Dustin Cretton (Temporário 12) dirige o filme, que promete inspiração no cinema de kung-fu de Bruce Lee.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis estreia nos cinemas em 12 de fevereiro de 2021.