Contém SPOILERS da 2ª e 3ª temporadas de Stranger Things.

Bob Newman foi uma das melhores novidades da segunda temporada de Stranger Things. Sean Astin, de Os Goonies e O Senhor dos Anéis, encaixou-se perfeitamente com a nostalgia gerada pela série e se tornou rapidamente um dos personagens mais queridos pelos fãs.

Bob até fez uma referência a Os Goonies enquanto ajudava Joyce a cuidar de Will. Mas, infelizmente, ele acabou sendo devorado pelos demodogs no laboratório em Hawkins ainda na segunda temporada da série.


Felizmente, a terceira temporada de Stranger Things faz justiça ao nobre sacrifício de Bob e mostra que ele não foi esquecido (ao contrário da coitada da Barb).

Não apenas uma pedra no sapato

Ao longo da primeira temporada, os fãs sentiram a química crescente entre Jim Hopper e Joyce, especialmente depois de ter sido revelado que eles tiveram uma história no ensino médio. Embora os dois não tenham ficado juntos romanticamente falando, certamente havia algo ali.

Justamente por isso, a introdução de Bob foi surpreendente, já que Bob se encaixou organicamente na trama e nós não o odiamos por estar no meio da paixão platônica de Joyce e Hopper em Stranger Things.

Já pulando para a terceira temporada, a série mostra como respeita o personagem logo cedo, ao mostrar que Joyce está hesitante em mergulhar em um relacionamento amoroso com Hopper, que claramente está buscando justamente isso. Vemos claramente que Joyce ainda está abalada com a morte de Bob.

Além disso, no início da 3ª temporada, vemos um dos desenhos de Bob feitos por Will, o retratando como um super-herói. O desenho estava, inclusive, colado na geladeira dos Byers, mas acabou caindo quando os imãs perdem seu magnetismo em razão dos experimentos russos no subterrâneo de Hawkins.

Triângulos amorosos

Eventualmente Hopper acaba chamando Joyce para um encontro, e ela diz que tem ‘planos’. Não demora muito para vermos que esses planos se resumem a ela ficar em casa sozinha. Trata-se de uma mistura de pena de si mesma e culpa, o que se torna bem evidente conforme ela assiste um episódio de Cheers.

Nesse momento, ela tem um flashback com Bob e vemos os dois assistindo justamente Cheers. Vemos eles dizendo que queriam que Sam e Diane (ambos de Cheers) voltassem a ser um casal – isso acontece após a introdução de Frasier na série.

Aliás, a própria situação de Sam, Diane e Frasier em Cheers é espelhada, levemente, em Stranger Things, com Hopper sendo o equivalente de Sam, Joyce de Diane e Bob de Frasier. É uma bela referência que funciona perfeitamente, além de nos levar direto para os anos 1980, visto que Cheers é uma das séries de comédia mais populares da História.

Posteriormente, quando Joyce e Hopper retornam ao laboratório de Hawkins ainda vemos outro flashback, com a triste cena da morte de Bob. Joyce realmente demonstra ter ficado abalada com isso (como deveria, afinal seu namorado morreu na sua frente!), algo que se traduz, aliás, como motivação para ela querer se mudar de Hawkins – isso e o fato da cidade simplesmente não ser o local ideal para cuidar de seus filhos, levando em conta todos os monstros de outra dimensão.

Com isso, os irmãos Duffer mostraram que aprenderam com Barb, que foi tristemente ignorada (basicamente) no início da série. Bob merecia ser lembrado e, felizmente, Stranger Things fez justiça a esse querido personagem.