Publicidade

MCU falhou com os personagens de Capitão América; veja como

Publicado por Victor Gama

10/08/2019 09:00

Os filmes do Capitão América são alguns dos melhores do universo Marvel nos cinemas, mas isso não significa que todos os seus personagens são adaptados de maneira fiel aos quadrinhos. No fim, apenas Sam Wilson é representado de uma forma que respeita totalmente seu histórico do material original.

Em um artigo, o CBR explicou como o MCU falhou com os personagens de Capitão América.

Bucky Barnes

Bucky Barnes e Steve Rogers são retratados no MCU como amigos de infância, mas nos quadrinhos da Marvel a amizade dos dois é bem diferente. Bucky é bem mais jovem do que o Capitão América nas HQs, o que faz com que Bucky seja uma espécie de braço direito com temperamento explosivo, que Rogers tem que ficar controlando o tempo todo.

No MCU, não é só a idade de Bucky que é diferente dos quadrinhos, mas também sua personalidade e suas habilidades. Nas HQs da Marvel, Bucky se torna o Soldado Invernal por ser dotado de grandes habilidades, enquanto no MCU, essas habilidades só são demonstradas quando ele já é o Soldado Invernal, e não antes.

Além disso, também destaca-se a personalidade quieta e reservada de Bucky nos cinemas, totalmente diferente de sua fúria e impulsividade características nos quadrinhos da Marvel. Outra curiosidade é que nos quadrinhos, Bucky tem um relacionamento com a Viúva Negra, algo que não chega nem perto de acontecer no MCU.

Sharon Carter

Sharon Carter é um personagem irrelevante no MCU, mas uma figura fundamental nos quadrinhos da Marvel. Nas HQs, Sharon é o grande amor da vida do Capitão América – ele próprio diz isso. Nos cinemas, seu papel foi reduzido a uma mera coadjuvante, que aparece pouquíssimas vezes.

Nos quadrinhos da Marvel, Sharon é a primeira diretora mulher da SHIELD – nos cinemas essa honra fica com Peggy Carter – e ela participa de diversas batalhas e eventos importantes que envolvem o Capitão América.

Nos cinemas, parece que os cineastas responsáveis pelo MCU decidiram reduzir o papel de Sharon e aumentar o de Peggy Carter e o da Viúva Negra, que desempenham diversos papéis que pertenceram à Sharon nos quadrinhos da Marvel. Até a personalidade forte de Sharon, vista nos quadrinhos do Capitão América, é inexistente nos filmes, o que é uma pena.

Steve Rogers

No fim, o Capitão América sofreu uma grande descaracterização em seu personagem ao final de Vingadores: Ultimato. Sua ida ao passado é um ato egoísta que não faz o menor sentido nem com o que foi construído com o personagem ao longo do MCU, nem com o que foi retratado nos quadrinhos da Marvel.

A HQ “Man Out of Time”, de 2012, é o exemplo perfeito disso. Nela, temos um Capitão América que acorda de seu congelamento e tem apenas um único foco: salvar Bucky. Steve Rogers é um homem que respeita e protege seus amigos acima de tudo. Ele jamais mudaria o passado para conseguir o que quer, jamais “roubaria” de Peggy Carter a vida que ela teve ao lado do marido, jamais desistiria de lutar e deixaria o futuro nas mãos dos outros Vingadores.

Nos quadrinhos da Marvel, mesmo depois de velho, Steve Rogers assume um cargo de importância na SHIELD, ajudando o novo Capitão América – Sam Wilson – e os Vingadores à protegerem a Terra. Infelizmente, o MCU acabou subvertendo o personagem de uma maneira fundamentalmente errada, que estragou todas as características principais que ele possui.

Felizmente, ainda há esperança. Tomara que Falcão e o Soldado Invernal, nova série do Disney+ que estreia em 2020, faça jus aos personagens de Capitão América que foram mal aproveitados no MCU.

Publicidade