O real motivo de não termos um filme solo do Hulk no MCU

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde que apareceu ao lado dos Vingadores no primeiro filme de equipe de 2012, o Hulk de Mark Ruffalo se tornou uma das figuras mais adoradas e admiradas do MCU pelos fãs. Além de aparecer em todos os filmes dos Maiores Heróis da Terra, ele ainda teve um papel coadjuvante de peso em Thor: Ragnarok, praticamente como co-protagonista ao lado de Chris Hemsworth. Mas os fãs sempre se perguntam: por que o Gigante Esmeralda não tem seu próprio filme solo? Bem, legalmente isso não é possível. Pelo menos não da forma almejada pela Marvel Studios.

Assim como acontece com o Homem-Aranha, os direitos de distribuição para os cinemas também pertencem a outro estúdio. Enquanto a Sony Pictures mantém o Cabeça de Teia (agora exclusivamente após a cisão com a Disney), é mesmo a Universal Pictures quem mantém os direitos detentores do Hulk nos cinemas. A Disney tem permissão para usar o herói como personagem coadjuvante em qualquer outro filme (o que explica sua aparição em Ragnarok), mas um filme solo significaria que a Universal teria que ser o estúdio distribuidor da obra – como foi, novamente, com os dois filmes solo de Tom Holland como o Homem-Aranha no MCU. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Antes do MCU bombar, a Universal produziu e lançou dois filmes protagonizados pelo alter ego de Bruce Banner. O autoral e bizarro Hulk de Ang Lee, lançado em 2003, e o soft reboot de O Incrível Hulk, em 2008. O filme de Louis Letterrier com Edward Norton já fazia parte do MCU, e inclusive contou com Kevin Feige na produção e até mesmo uma participação de Robert Downey Jr. como Tony Stark, mas havia uma grande diferença: era o primeiro ano do MCU, ainda sem a Disney – que comprou a Marvel em 2009.

Naquela época, a Paramount Pictures ainda era responsável por distribuir os filmes que antecederam a chegada dos Vingadores, e a Universal acabou em co-produção com a Marvel Studios para a nova aventura do Hulk. Como bem pudemos observar na situação cabeluda envolvendo o Homem-Aranha, a Disney sempre quer o pedaço maior da torta, então o mesmo pode não ter acontecido com Hulk. Mas ao menos ainda teremos o herói disponível para aparecer com coadjuvante em qualquer filme do MCU.

Por que os direitos estão com a Universal?

A Marvel hoje é a maior potência da indústria de cinema blockbuster, mas era muito diferente na década de 90. Lá, a editora literalmente precisava sair da falência, e vendeu direitos de diversos de seus personagens para estúdios de cinema. A Sony Pictures abocanhou todos os personagens ligados ao Homem-Aranha, o Motoqueiro Fantasma e Blade. Os X-Men, Quarteto Fantástico e Demolidor acabaram sob a tutela da Fox, e por um período, até mesmo o Doutor Estranho ficou parado na New Line Cinema. Nesse leilão de personagens, a Universal Pictures ficou com os direitos de adaptação do Hulk

O acordo legal entre os estúdios traz muitos segredos não divulgados ao público, mas tem alguns detalhes complexos revelados. A Marvel Studios ainda tem os direitos de produção de filmes do Hulk, algo que foi recuperado quando a Universal não produziu uma continuação para o filme de Ang Lee no tempo previsto em contrato (isso também explica como a Fox correu para lançar o reboot de Quarteto Fantástico em 2015). Porém, a Universal Pictures ainda detém os direitos de distribuição; decisões criativas, número de salas e até aprovação de temas podem passar por outro estúdio, e a Disney certamente não quer passar por isso novamente.

No MCU, o Hulk de Mark Ruffalo apareceu em todos os filmes dos Vingadores e em Thor: Ragnarok. Ainda não sabemos quando será sua próxima aparição, mas a série da Mulher-Hulk é uma aposta.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio