A história do cinema tem fatores muito curiosos. Na semana passada, a Sony Pictures e a Disney resolveram seu impasse e garantiram a presença do Homem-Aranha para mais filmes com o Universo Cinematográfico da Marvel. Além da confirmação, o estúdio também anunciou oficialmente a data de estreia do novo filme estrelado por Tom Holland: 16 de julho de 2021.

E não é uma data qualquer, já que a Sony acaba de dar início àquela que promete ser uma das maiores batalhas de bilheteria de 2021: o Cabeça de Teia de Tom Holland vai enfrentar o Cavaleiro das Trevas de Robert Pattinson, que fará sua estreia na DC com o reboot de The Batman, da Warner Bros, que tem estreia marcada para 25 de junho do mesmo ano. Apenas 2 semanas de diferença.

É algo que chama a atenção, até porque não precisa de uma grande pesquisa de IBGE para assumir que Batman e Homem-Aranha são os dois super-heróis mais populares da atualidade. Talvez de sempre, afinal representam o maior número de reboots para suas respectivas editoras, e também número de filmes. Ver um embate entre os dois nas bilheterias é algo que chamará a atenção dos fãs.


Confrontos anteriores

E o mais curioso é que nem é a primeira vez. Em 2012, tivemos em um espaço de tempo similar a estreia de reboot de O Espetacular Homem-Aranha (4 de julho) e a conclusão da trilogia de Christopher Nolan com Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (27 de julho). Nossas cabeças giram ainda mais por 2021 trazer a situação inversa: teremos o terceiro filme do Homem-Aranha de Holland, e agora o reboot vem na forma do Batman do Matt Reeves. E eu já mencionei que 2021 é um anagrama de 2012?!

Podemos adicionar mais um tipo de “confronto” com os lançamentos de 2016, já que – vejam só a coincidência – tivemos as novas versões de Batman e Homem-Aranha (Ben Affleck e Tom Holland) apresentados em dois filmes que traziam uma luta entre os heróis de suas respectivas editoras: Batman vs Superman: A Origem da Justiça e Capitão América: Guerra Civil.

Quando olhamos para os resultados de bilheteria, a antecipação para 2021 fica ainda mais interessante. Em 2012, Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge facilmente triunfou sobre o Homem-Aranha de Andrew Garfield, com o filme da DC trazendo US$1 bilhão, enquanto a Sony fechou a caixa de Marc Webb com US$757 milhões.

Já em 2016, foi uma vitória do Teioso e a turma da Marvel Studios. Guerra Civil arrecadou US$1.154 nas bilheterias mundiais, enquanto a luta entre Batman e Superman de Zack Snyder trouxe US$873 milhões no total.

Quem vai ganhar 2021?

Isso significa que Batman e Homem-Aranha estão atualmente empatados no que diz respeito a bilheteria em seus anos de confronto. 2021 trará o desempate com o terceiro Homem-Aranha de Tom Holland, dirigido por Jon Watts, e o reboot do Batman com Robert Pattinson que terá direção de Matt Reeves. Agora resta fazer as apostas sobre o vencedor. Historicamente falando, Homem-Aranha teria a vantagem por ser o terceiro filme de uma franquia já estabelecida, ainda mais por estar vindo do sucesso bilionário de Longe de Casa este ano.

The Batman será algo bem diferente, e os fãs ainda não sabem o que esperar. Com certeza teremos um sucesso financeiro, afinal a marca do Batman é fortíssima, mas ainda representa um risco – ou melhor, algo menos seguro perto de uma franquia já estabelecida, como é o caso do Homem-Aranha.

Mas agora é pura especulação. Vamos aguardar para o confronto chegar no verão americano de 2021. Que já é histórico desde já.