Além de estar sendo extremamente criticado pelo público e pela crítica especializada, Campo do Medo é um daqueles filmes cujo final te deixa com um ponto de interrogação na cabeça.

Se você assistiu o longa e está procurando por explicações sobre o que realmente aconteceu no fim, chegou ao lugar certo.


O que de fato aconteceu?

A maior questão levantada pelo final de Campo do Medo é se, ajudando Tobin a se libertar e alertando Becky e Cal para longe do campo, Travis quebrou o ciclo do tempo e também libertou a si mesmo, além de Ross e Nathalie.

A cena final na qual ele é mostrado morrendo no chão antes que a grama se feche, parece indicar o contrário.

No entanto, Travis não se propôs a perseguir Becky e Cal até que eles estivessem desaparecidos por dois meses, o que presumivelmente significaria que ainda há uma versão de Travis em casa. É possível que Travis ainda esteja, simultaneamente, no mundo real e na grama.

A situação com os Humbolts é diferente. Eles chegaram à igreja no carro prateado que Cal estaciona (é o único carro que não fica coberto de poeira após eles entrarem na grama), o que significaria que foram cronologicamente o primeiro grupo a entrar – mesmo tendo sido atraídos por Travis.

Como não havia ninguém para impedi-los e eles nunca conseguiram escapar, está fortemente implícito que Ross e Nathalie permaneceram na grama e Tobin ficou órfão.

As mecânicas de viagem no tempo de Campo do Medo são deliberadamente deixadas ambíguas (o que provavelmente é o melhor, pois elas existem principalmente a serviço da premissa de horror do filme).

Embora possamos especular sobre cronogramas ramificados e múltiplos universos criados pela fuga de Tobin da grama, a leitura mais simples do final do filme é que Tobin, Cal e Becky escapam do campo, enquanto Travis, Ross e Nathalie não.

A igreja, a grama, e a Rocha Negra

Algo explicitado pelo conto de Stephen King e Joe Hill é que todos os carros da igreja pertencem a pessoas que foram atraídas para a grama, e é por isso que estão todos cobertos de poeira e aparentemente abandonados.

A história também revela que a população local conhece a grama o suficiente para evitá-la, além de que a igreja provavelmente foi construída por essas mesmas pessoas.

A Rocha Negra é muito, muito mais antiga. Como diz Ross Humbolt, existe desde antes dos continentes mudarem. A cena em que o chão à sua frente se abre para revelar uma cova de corpos se contorcendo enfatiza que a rocha está coletando suas vítimas há milhares de anos.

Sua verdadeira natureza e origem, como os detalhes minuciosos de como exatamente ele gira o tempo e o espaço, são deliberadamente deixados em mistério – algo comum nas histórias de King e Hill.

Quando as pessoas tocam a pedra, elas são “redimidas”, tornando-se parte da grama. As figuras com cabeça de grama que levam Becky para a Rocha Negra podem ser pessoas que foram “redimidas” por ela e transformadas ao longo do tempo, ou podem ser os servos originais da Rocha Negra, representadas como figuras de pau em suas esculturas.