South Park e polêmica são sinônimos desde a estreia da série em 1997. Conhecida por seu humor obscuro, bizarro e politicamente incorreto, o desenho animado acumulou inimigos durante seus mais de 20 anos de história.

Religião, tabus sociais, sexo e violência, nada é “pesado demais” para South Park, e embora muitos condenem o estilo cômico da série, sua base de fãs continua forte em plena 23ª temporada.

Vários episódios de South Park já foram banidos ou censurados em diversos países, e um novo exemplo aconteceu nesta semana, desta vez na China.


O episódio

O episódio de South Park banido na China se chama “Band in China”, e acompanha Randy Marsh em uma viagem para o país com o objetivo de expandir o negócio de maconha da sua família.

Logo que chega ao país asiático, Randy é preso e testemunha as condições precárias no tratamento de detentos na China. Entre os prisioneiros estão o Ursinho Pooh, condenado após memes o compararem com o presidente Xi Jinping.

Enquanto isso, de volta à South Park, Stan conhece um cineasta que quer produzir uma cinebiografia de sua banda. Ele aceita rapidamente, mas percebe que certos aspectos da vida dos integrantes deveria ser editada ou censurada para agradar o mercado chinês.

As críticas

Com seu humor ácido e inusitado, South Park critica a realidade. O episódio não só critica a situação política e social da China da atualidade, mas também zoa Hollywood por adequar e adaptar seus produtos para o mercado chinês. E foi exatamente essa crítica que provocou o banimento do episódio.

Na China, o governo tem o controle da mídia e pode censurar obras culturais como bem entender. A censura se tornou ainda mais expressiva quando Xi Jinping assumiu a presidência do país em 2012, deixando para o governo a prerrogativa de “avaliar” qualquer produto de TV, cinema, rádio, jornais, teatro, aplicativos de mensagem, video-games, literatura e internet.

Qualquer coisa considerada subversiva, controversa ou politicamente incorreta (sob os padrões chineses) é censurada, banida ou bloqueada. A China conta até mesmo com sites equivalentes à Twitter, Facebook e YouTube, já que os originais são bloqueados.

Uma atitude esperada

Era impossível que South Park conseguisse exibir um episódio polêmico como esse na China sem repercussões. No entanto, a reação do governo foi considerada excessiva até mesmo por analistas acostumado à realidade chinesa.

Agora, South Park aparentemente foi deletada de todo serviço de streaming, rede social e site da internet.

O que aconteceu com South Park é uma notícia triste para defensores da liberdade de expressão, mas já era esperado pelos criadores da série, que já afirmaram não estar muito preocupados com o banimento.