Supernatural: [SPOILER] merecia uma morte melhor na temporada final; veja porque

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atenção! Contém spoilers da 15ª temporada de Supernatural!

As mortes de personagens importantes já começaram na temporada final de Supernatural. No terceiro episódio do 15º ano, dois personagens regulares da série encontraram seu fim, e a tendência é que cada vez mais figuras conhecidas se despeçam do público.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As duas mortes que já aconteceram, no entanto, tiveram caráter e importância bem diferentes. A primeira, de Rowena, foi um fim digno para a personagem. E a segunda, de Arthur Ketch, acabou sendo bastante anti-climática.

O site Screen Rant publicou um artigo com tudo que você precisa saber sobre as mortes dos personagens de Supernatural; confira abaixo!

A morte de Rowena

Rowena foi introduzida na 10ª temporada de Supernatural. A bruxa ingressou na série como uma vilã importante, a mãe de Crowley. Com o tempo, a personagem foi caracterizada de maneira mais simpática, e acabou se tornando uma importante aliada de Sam e Dean Winchester.

Na cena mais épica da temporada final de Supernatural até agora, Rowena se sacrifica para fechar os Portões do Inferno, absorvendo todas as almas em seu corpo e confirmando a profecia que afirmava que Sam seria o responsável por sua morte.

O fim de Rowena foi trágico, emocionante e essencial para a condução da trama do final de Supernatural. A cena final da personagem, na qual ela caminha lentamente em direção ao Inferno, é um adeus à altura de Rowena.

A morte de Arthur Ketch, no entanto, não contou com o mesmo caráter heroico.

O fim de Arthur Ketch

Arthur Ketch também foi introduzido como vilão em Supernatural, e ganhou contornos mais tridimensionais com o passar dos episódios.

Em cada aparição, Ketch tentava se redimir por algum pecado antigo. Quando personagem retorna no segundo episódio da temporada final, ele auxilia os Winchesters na luta contra as almas do Inferno, e acaba sendo possuído pelo sinistro Jack, o Estripador.

Dean consegue livrar o Homem das Letras da possessão, e enquanto Ketch se recupera no hospital, ele é morto rapidamente pelo demônio Ardat.

Uma morte chocante

Não há nada de errado com uma morte súbita e chocante, mas o fim de Arthur Ketch sofreu com a ausência de significado e importância. A morte do personagem não fez diferença nenhuma no enredo do episódio.

Até mesmo as informações que ele se recusou a dar para Ardat, foram rapidamente encontradas em seu telefone. E no fim das contas, quando Ardat enfrenta Belphegor, ela é derrotada em poucos minutos.

Consequentemente, a morte de Arthur Ketch não serviu nem para estabelecer Ardat como uma vilã importante e poderosa.

A única cena de Ketch em “The Rupture” é sua morte, o que confirma a teoria que afirmava que o personagem só retornou na temporada final para morrer. Mesmo assim, a morte do personagem teria sido mais interessante no segundo episódio, após ele ser possuído por Jack, o Estripador.

Conheça os momentos mais superestimados de Supernatural! Confira também a sinopse da última temporada (que não deve ter Jeffrey Dean Morgan como John Winchester, mas terá MUITOS retornos!) e o novo visual de Dean Winchester! Além disso, uma das estrelas quebrou o silêncio sobre um briga de bastidores! Tudo isso e muito mais pro Observatório de Séries.

Supernatural exibe atualmente sua 15ª e última temporada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio