É evidente que Tom Holland é de fato um super-herói, dentro e fora das telas. De acordo com o The Hollywood Reporter, o astro desempenhou um papel fundamental no retorno do Homem-Aranha para o MCU.

Depois do fim do acordo firmado em 2016, a Sony e a Disney não conseguiram chegar em um novo entendimento em agosto deste ano para que o Homem-Aranha continuasse participando dos filmes da Marvel.

Felizmente, um acordo foi atingido em setembro e segundo as fontes do The Hollywood Reporter, o jovem Tom Holland desempenhou um papel fundamental em todo o processo.


O Looper explicou o envolvimento do astro no retorno do Homem-Aranha para o MCU.

Tom Holland agiu discretamente após a “separação”

Segundo o THR, Tom Holland fez, “múltiplos apelos” para o CEO da Disney Bob Iger, entrando em contato também com o chefe da Sony Pictures, Tom Rothman.

Tom Holland agiu como um mediador, aproximando os dois executivos e deixando clara a importância da parceria entre os dois estúdios para o futuro do Homem-Aranha nos cinemas.

Esse comportamento moderado de Tom Holland não surpreende, já que o astro foi totalmente discreto em seus comentários após o fim do acordo entre a Sony e a Disney.

Sem se deixar levar pelos fãs – que queriam que ele atacasse a Sony – Tom Holland foi totalmente respeitoso e não tomou o lado de nenhum dos dois estúdios. Em entrevista à GQ, o astro agradeceu por todos os esforços feitos pela Sony.

“A Sony sempre foi muito boa comigo e o sucesso de Homem-Aranha: Longe de Casa é uma prova do apoio, habilidade e comprometimento deles. O legado e o futuro do Homem-Aranha agora está nas mãos seguras da Sony. Não sou nada mais do que grato”, disse Tom Holland.

Mesmo com o fim do acordo, Tom Holland não fez alardes e se mostrou otimista com o futuro do Homem-Aranha, trabalhando secretamente para que um novo acordo fosse atingido.

No fim das contas, Tom Holland foi um dos heróis que salvaram Peter Parker.

Homem-Aranha 3 estreia em 16 de julho de 2021.