Nem o executivo mais otimista da Warner Bros. imaginou que Coringa seria um sucesso deste tamanho.

Mesmo sem a força do mercado chinês – o conteúdo do filme não deve ser aceito pelo governo do país – Coringa será o quarto filme da DC que ultrapassa a marca de US$ 1 bilhão em bilheteria, já que ele acumula (no momento em que esse artigo está sendo escrito) US$ 936 milhões de bilheteria mundialmente.

Além disso, Coringa já é o filme R Rated (para maiores) com maior bilheteria de todos os tempos, superando Deadpool.


Mas qual é o motivo de Coringa ter feito tanto sucesso assim? Em um artigo o Digital Spy explicou tudo.

Um filme polêmico

O principal fato que explica o sucesso de Coringa é a polarização do discurso em torno do filme.

Coringa não é tão criticamente aclamado assim – no Rotten Tomatoes, o filme está com uma nota de apenas 69% – mas também está longe de ser um fracasso de críticas como Liga da Justiça (2017).

O que faz Coringa se tornar popular é toda a discussão prévia que é feita em torno do filme.

“Ele incentiva ou não a violência?”, “Coringa é politicamente correto?”. São essas questões que despertam o interesse em muitas pessoas que nem se interessam por quadrinhos e vão ao cinema para matar sua curiosidade.

Além disso, Coringa é um filme que não exige entendimento prévio dos filmes da DC para ser compreendido. Assim como Aquaman e Shazam!, Coringa é uma história isolada, que pode ser assistida por qualquer espectador.

Outro aspecto importante é a ausência de concorrência. Projeto Gemini fracassou e filmes como A Família Addams e Malévola: Dona do Mal possuem um público alvo totalmente diferente de Coringa, o que faz com que o filme dirigido por Todd Phillips se sobressaia sem concorrentes para fazer frente.

No fim das contas, Coringa se tornou um filme político – mesmo que não intencionalmente – e essa discussão acalorada em torno dos temas desenvolvidos pelo filme dão a ele uma longevidade em termos de bilheteria que muitos outros não têm.

Seja pela atuação de Joaquin Phoenix ou pelo roteiro de Todd Phillips e Scott Silver, a verdade é que Coringa tem um poder de atração fantástico, o que só mostra como o filme deve mesmo fazer história e se estabelecer como uma das maiores adaptações de quadrinhos de todos os tempos – mesmo que sem querer.

Coringa está em exibição nos cinemas.