Cuidado! Spoilers de Star Wars: A Ascensão Skywalker.

Star Wars: A Ascensão Skywalker está dividindo os fãs, tanto que o filme está sendo comparado com Liga da Justiça (2017), da DC, outro filme controverso dos últimos anos.

Se Liga da Justiça existiu para “consertar” o que os fãs não gostam em Batman versus Superman (2016), Star Wars: A Ascensão Skywalker chega para consertar Star Wars: Os Últimos Jedi, que desagradou os fãs.


Tanto Star Wars: A Ascensão Skywalker quanto Liga da Justiça são filmes com um tom completamente diferente de seus antecessores. Ambos não correm riscos, se apegam no fan service, trazendo uma história considerada genérica por muitos.

O ScreenRant analisou as semelhanças entre Star Wars: A Ascensão Skywalker e Liga da Justiça.

Ambos tiveram problemas de produção

Liga da Justiça começou a ser produzido pouco depois do lançamento de Batman versus Superman, ou seja, a DC teve pouco tempo para mudar o tom de Liga da Justiça seguindo as críticas sofridas por Batman versus Superman.

Algo parecido aconteceu com Star Wars: A Ascensão Skywalker. Colin Trevorrow (Jurassic World) seria o diretor de Star Wars: A Ascensão Skywalker, mas ele acabou demitido em 2017. No lugar, J.J Abrams foi contratado.

Abrams enviou seu esboço da trama de Star Wars: A Ascensão Skywalker para os executivos da Disney no mesmo dia em que Star Wars: Os Últimos Jedi chegou ao cinema, em 15 de dezembro de 2017. Além disso, por conta da morte de Carrie Fisher (a Princesa Leia), a produção do filme acabou sendo adiada.

Liga da Justiça e Star Wars: A Ascensão Skywalker são reações aos filmes anteriores

Batman versus Superman e Star Wars: Os Últimos Jedi ganharam a rejeição de parte dos fãs pelos mesmos motivos. Ambos os filmes trazem reviravoltas para as franquias, mudando características clássicas de seus personagens, como o Batman (que mata) e Luke Skywalker (que desiste de ser um Jedi).

Por isso, a Warner/DC e a Disney/Lucasfilm decidiram “corrigir” as coisas com Liga da Justiça e Star Wars: A Ascensão Skywalker. Star Wars: A Ascensão Skywalker, especificamente, desfaz diversas tramas construídas pelo filme anterior, mudando o status da origem de Rey – que deixa de ser “ninguém” para ser neta de Palpatine – e alterando a personalidade de Luke para a versão mais otimista que ele apresentava na trilogia original.

As correções estragaram tudo

Na tentativa de corrigir o que não agradou os fãs, tanto Liga da Justiça quanto Star Wars: A Ascensão Skywalker se tornaram filmes pouco criativos, que tentam agradar os fãs utilizando nostalgia e apelo emocional. No fim, as correções não funcionaram e os fãs não se sentiram realizados com ambos os filmes.

No fim, ambos também tiveram reações ruins por parte da crítica e do público. Star Wars: A Ascensão Skywalker e Liga da Justiça vão na contramão do que a arte deveria representar.

Fazer um filme se baseando nos anteriores é um erro grave que mostra como as empresas envolvidas estão mais interessadas em agradar – e vender – do que em contar boas histórias.

Liga da Justiça, que tem alguns dos maiores heróis de todos os tempos, deveria ter sido melhor. Star Wars: A Ascensão Skywalker, que encerra a Saga Skywalker, precisava ser um filme muito mais criativo do que o que acabou sendo apresentado no resultado final. No fim, quem perdeu foi o fã.

Star Wars: A Ascensão Skywalker está em exibição nos cinemas brasileiros.