Vikings é conhecida por seu realismo histórico e cenas sangrentas. Nas suas 6 temporadas, a série não poupou fãs de intensas cenas de batalha, tortura e execuções. Porém, nenhum momento de Vikings foi mais violento que a morte de Jarl Borg.

Com a temporada final de Vikings no ar, relembre abaixo do momento mais brutal da história da série!

Quem foi Jarl Borg?

Jarl Borg foi introduzido na temporada de estreia de Vikings. Ele se apresenta como o governante da região de Gotäland, e é o primeiro marido de Torvi. Logo em suas primeiras aparições, o personagem revela não ser um individuo confiável.


O Vikings manipula Rollo, o que leva à traição do irmão de Ragnar. Ele também ataca Kattegat quando o Rei Horik o deixa de fora de sua expedição. Após grandes reviravoltas na história, Horik convence Ragnar a restabelecer sua aliança com Borg para contar com as forças do governante no ataque a Wessex.

Porém, Ragnar tinha outros planos. Após Borg aceitar a oferta, ele é capturado e Ragnar o sentencia à morte por um método de execução realmente sinistro: a Águia de Sangue.

Águia de Sangue

Entre os métodos de execução dos Vikings, a Águia de Sangue era o mais brutal. A terrível morte começava quando um escolhido cortava uma fenda vertical nas costas da vítima. O carrasco então cortava as costelas e trazia os pulmões para cima dos ombros, o que deixava a parte de trás do pobre coitado completamente aberta, se assemelhando a asas sangrentas.

Sobre a veracidade histórica da técnica, especialistas têm suas dúvidas.

Alfred Smyth, importante estudioso da cultura dos Vikings, discorda. Segundo o autor, sacrifícios humanos para o deus Odin eram comuns na cultura nórdica, e que a descrição da morte do Rei Aelle “consiste com as caracterizações escritas sobre o ritual da Águia de Sangue”.

Roberta Frank, que escreveu um livro sobre a Águia de Sangue, apresenta o outro lado do argumento: “Os temas apresentados nas descrições — a figura da águia, a divisão das costelas, a ‘cirurgia’ nos pulmões foram combinados em descrições criativas, inventadas para o máximo terror do leitor”.

A cena mais brutal

O caráter público da morte de Jarl Borg deixa a cena de sua execução ainda mais brutal. O personagem é morto na frente de toda a população de Kattegat, incluindo Torvi. A cena da execução também é extremamente longa, e conta com uma das melhores canções da trilha sonora da série.

Mesmo sendo enviado para uma das mortes mais terríveis da cultura pop, Jarl Borg encara seu fim com valentia e honra, o que pode ter garantindo um lugar para ele em Valhalla.

“A cena da Águia de Sangue é uma experiência profunda sobre o sofrimento e a espiritualidade no contexto dos Vikings”, afirmou o criador da série, Michael Hirst, sobre o momento.

Vikings exibe atualmente sua temporada final.