A Marvel e a DC alimentam uma rivalidade saudável por muitas décadas, e se estabelecem até hoje como as empresas mais importantes do ramo dos quadrinhos. Com personagens diferentes e estilos característicos, junções das duas companhias são extremamente raras.

Em 2003, os autores Kurt Busiek e George Pérez realizaram os sonhos dos fãs de quadrinhos e criaram um evento crossover entre a Liga da Justiça e os Vingadores?

Mas afinal de contas, esse crossover faz ou não parte do cânone da Marvel e a DC? A resposta é mais complicada do que se pensa, e o site Screen Rant explicou como tudo aconteceu.


Confira abaixo!

Um grande evento

Qualquer um que conferiu a capa do crossover de Liga da Justiça e Vingadores, percebeu logo de cara que a HQ contaria uma história grande demais tanto para a Marvel quanto para a DC.

A imagem trazia praticamente todos os membros dos Vingadores e Liga da Justiça em momento heroicos. Em um dos detalhes mais interessantes, o Superman aparecia empunhando o martelo de Thor e o escudo do Capitão América.

A trama do crossover focava em Krona, o membro de uma espécie que no futuro fundaria os Lanternas Verdes, e cujas experiências causariam uma divisão importante no Multiverso.

Desde então, o personagem vagou pelos universos destruindo mundos e tentando encontrar respostas. É no mundo da Marvel que o personagem conhece o Grão-Mestre, que propõe uma disputa da Liga da Justiça contra os Vingadores.

Os heróis são unidos em uma busca pelos artefatos mais poderosos dos Universos, o Grão Mestre é atacado por Krona e no final dos heróis lutam juntos e conseguem salvar o multiverso da extinção total.

Mudanças no Universo da DC

A crossover da Liga da Justiça e Vingadores não afetou muito a trama do Universo da DC. Após sua derrota, a energia de Krona se comprime em uma espécie de ovo cósmico.

Com o tempo, o personagem acaba escapando e é preso de novo, dessa vez pela raça alienígena dos Controladores. Ele retalia destruindo o planeta natal dos personagens, e gostando do resultado, decide fazer o mesmo com outras localidades cósmicas.

O vilão consegue destruir a Terra, mas o Batman, Superman e a Mulher-Maravilha conseguem reverter as ações do personagem, que acaba aprisionado novamente, dessa vez em uma terra alternativa.

O Universo da Marvel

No Universo da Marvel, o crossover com a Liga da Justiça foi confirmado como canônico no Livro Oficial do Universo da Marvel.

A biografia do Grão-Mestre descreve um conflito com um ser extradimensional não nomeado, o que acabou influenciando e modificando as regras dos jogos do personagem cósmico.

Dois times de super-heróis depois descobrem que a Manopla do Infinito havia clamada pelo deus maligno Darkseid, apontado por muitos como uma das inspirações para a criação de Thanos.

O personagem perde o interessa na Manopla ao descobrir que ela só funciona em seu universo nativo.

No final das contas, a conclusão é que o crossover de Liga da Justiça e Vingadores influenciou mais o universo da DC do que o da Marvel, porém também foi considerado canônico pelas duas companhias.