Atenção! Contém possíveis spoilers de Messiah.

Segundo um artigo publicado pelo site Screen Rant, a Netflix pode ser estragado uma grande reviravolta da série Messiah com o nome do protagonista. Se a teoria for verdade, seria especialmente irônico dados os temas abordados pela série.

Criada por Michael Petroni (O Ladrão de Livros) e dirigida por James McTeigue (V de Vingança), Messiah vai chegar na Netflix em 1º de janeiro de 2020. O thriller foca em um homem carismático que pode (ou não) ser Jesus.


O suposto messias consegue uma grande popularidade nos tempos modernos e acaba chamando a atenção da CIA, que investiga as verdadeiras motivações do misterioso personagem.

Anticristo?

O problema é que esse homem misterioso, interpretado por Mehdi Dehbi, foi originalmente chamado de al-Masih ad-Dajjal durante a época dos testes de gravação.

Na teologia islâmica, al Masih ad-Dajjal é um falso profeta, um enganador semelhante ao Anticristo da mitologia cristã. Isso dá a tender que o messias moderno da série pode não ser uma figura benevolente, mas sim um grande vilão.

Para confirmar ainda mais a teoria, um fã que apontou a semelhança entre os nomes foi bloqueado pela página oficial da série no Twitter e pela conta da Netflix.

Verdade ou mentira?

A Netflix negou que o protagonista de Messiah tem o nome de al-Masih ad-Dajjal, afirmando que o nome é apenas al-Masih. No entanto, uma notícia publicada pelo site The Wrap em 2018, que foi “corrigida” neste ano, identifica o protagonista com o nome do anticristo islâmico.

Uma possível explicação é o fato da Netflix querer usar o nome do falso profeta como uma pista “sutil” da reviravolta final. No entanto, a plataforma acabou subestimando os assinantes de origem árabe, que logo identificaram a referência.

Messiah estreia em 1º de janeiro de 2020.