ALERTA DE SPOILERS

Sim, sabemos que Geralt, interpretado por Henry Cavill, é o grande protagonista de The Witcher, afinal toda a trama gira em torno dele.

No entanto, houve uma personagem que conseguiu ofuscar o brilho do bruxo e se tornar a verdadeira heroína da série: Yennefer.


Ascensão de personalidade

Tradicionalmente, o herói de uma série exibirá crescimento pessoal ao longo de uma temporada, geralmente coincidindo com sua ascensão ao poder ou sua resistência às forças do mal.

Enquanto isso acontece em doses menores com Geralt e Ciri, Yennefer começa a série como uma garota tímida cuja aparência física esmagou sua auto-estima.

Ao longo de vários episódios, ela é transformada em seu ideal de como seria a mulher mais poderosa do mundo. Ela preserva seus olhos, seu traço mais marcante e seus pulsos, marcados por uma tentativa anterior dela de tirar a própria vida, para se lembrar de onde veio.

Não é apenas a aparência que muda com Yennefer, no entanto. Ela também se apresenta como feiticeira e como pessoa, escolhendo usar seu poder para seu próprio benefício e forçando-se nas situações que deseja, em vez de deixar as pessoas escolherem por ela.

Embora isso possa criar a situação da invasão nilfgaardiana que conduz a linha do tempo atual de The Witcher, também demonstra o quanto Yennefer evolui na primeira temporada.

No episódio 8 ela é a única coisa que impede a derrota completa nas mãos das forças nilfgaardianas, derrotando simultaneamente um exército invasor e perdoando Tissaia pelas transgressões anteriores do reitor.

A mulher que pensou que sua vida não tinha valor se torna alguém em quem os outros podem confiar para salvá-las, mesmo que isso signifique colocar-se em perigo.

Proximidade com o público

É difícil realmente encontrar muito em comum com Geralt de Rivia, um mutante que foi treinado a vida inteira para matar monstros e cujas mudanças físicas forçadas também diminuíram sua capacidade de emoção.

Ciri é jovem e experimenta partes do crescimento que são familiares, mas ela é da realeza e uma filha do destino – além de algo que muitas pessoas podem reivindicar.

Em The Witcher, Yennefer é uma feiticeira capaz e talentosa, mas também é alguém que cresceu com problemas de auto-estima por causa de sua aparência e que sofreu trauma em sua família que tornou difícil confiar nos outros.

Durante sua educação, ela é uma aprendiz lenta e com muitas promessas, e uma professora paciente acaba revelando seu potencial.

Mesmo depois que ela é magicamente transformada para que seus traços físicos não sejam mais o alvo do ridículo, ela desiste de algo na maternidade que é devastador para ela, e a perda a afeta de tal maneira que é semelhante às perdas dolorosas que os espectadores sofreram em suas próprias vidas.

Ver Yennefer ter sucesso, apesar de todas as coisas em sua vida que fracassaram, é uma experiência animadora. Suas lutas decorrem consistentemente de seu passado e de suas emoções, e suas reações costumam ser as mais normais em um mundo cheio de monstros, horror e magia.

Ela quer mudar o mundo

Mais do que tudo, no entanto, o que faz da representação de Yennefer em The Witcher a verdadeira heroína da série é sua vontade de mudar partes do mundo com as quais ela não concorda.

Yennefer mostra claramente um ódio pelos valores patriarcais que dirigem grande parte do mundo de The Witcher, especialmente no que diz respeito à realeza e autoridade. Sua decisão de empregar sua aparência física e explorar as opiniões dos homens sobre ela para seu próprio ganho é uma recuperação que poucos personagens conseguem.

Quando Yennefer encontra algo que considera injustamente opressivo, seja o prefeito de uma cidade que discrimina magos ou um desejo feito por um bruxo que possa estar influenciando sua própria liberdade, ela se opõe e tenta incitar mudanças.

É ainda mais chocante quando a disposição de Yennefer de lutar pela mudança é contrastada pelas ações dos outros. Geralt está contente em matar monstros e colecionar moedas – até conhecer Yennefer. Ela é o gatilho em sua própria vida que o faz interrogar seu lugar no mundo e o que ele realmente quer.

Ciri é uma criança que é forçada a se esconder e passa a maior parte da série fugindo, incapaz de mudar suas circunstâncias e estando sujeita a uma série de eventos terríveis porque o mundo de The Witcher é um lugar inerentemente cruel.

Yennefer é a heroína que está tentando mudar isso, mesmo que muitas de suas ações na primeira temporada sejam mudanças que a beneficiem diretamente, e ela parece preparada para se tornar um agente de mudança ainda maior futuramente.

A 1ª temporada de The Witcher está disponível para todos os assinantes da Netflix.