The Witcher estreou na Netflix na última semana e já vem sendo considerada como uma das melhores séries da plataforma em 2019. Com uma trama repleta de magia, batalhas épicas e uma ótima interpretação de Henry Cavill, a produção é um grande sucesso.

Algo que vem deixando fãs em dúvida, no entanto, é a linha do tempo da série. Ou no caso de The Witcher, linhas do tempo.

O site Screen Rant criou um guia com as referências e conexões entre a linha do tempo de The Witcher dos 4 primeiros episódios da série; confira abaixo!


Episódio 1

Quando a Rainha Calanthe e Eist discutem a ameaça do exército de Nilfgaard, a princesa Ciri quer saber mais. Porém, a personagem é impedida por ser nova demais para esse tio de assunto. Ela responde dizendo que a avô “venceu a primeira batalha em Hochebuz quando tinha minha idade”.

A conexão com Geralt vem em seguida. Quando Renfri discute o que poderia ter sido, ela faz uma referência familiar, falando para Geralt sobre a Rainha.

Episódio 2

No segundo episódio de The Witcher, a história dos elfos é aplicada às tramas dos protagonistas. É Ciri que esbarra na rivalidade entre os povos, primeiro encontrando Dara e eventualmente conhecendo um refugiado de Cintra com um colar feito de terríveis lembranças.

O personagem revela que conseguiu as orelhas dos elfos após matá-los durante o grande massacre.

Episódio 3

O episódio 3 de The Witcher estabelece o Reino de Nilfgaard. A ideia de um regente complacente que ignora os perigos se aplica tanto ao passado quando ao orgulho da Rainha Calanthe no futuro.

Mas tudo começa com Geralt, colocado exatamente entre os dois períodos e enfrentando um rei incompetente em sua época.

Episódio 4

Questões sobre as linhas do tempo são respondidas com o encontro de Geralt com a Rainha Calanthe, o que estabelece o ano de nascimento de Ciri. 20 anos se passaram na vida de Geralt desde o dia de sua última conversa com Renfri.

Considerando o posto que Renfri ocupa na consciência do herói e como as histórias de Jaskier se espalharam, a conclusão faz sentido. Dessa forma:

1170 – O Grande Extermínio

1173 – Yennefer nasce

1190 – Yennefer estuda em Aretuza

1230 – Yennefer se torna a maga de Aedirn (aproximadamente)

1232 – Calanthe se torna Rainha

1233 – Calanthe vence a batalha de Hochebuz

1234 – Geralt conhece Renfri

1235 – O Usurpador derruba Niflgaard

1237 – Princesa Pavetta nasce

1252 – Princesa Pavetta se casa

1253 – Ciri nasce

1257 – O Usurpardor é assassinado

1260 – Yennefer e Geralt se conhecem (aproximadamente)

1263 – Niflgaard invade Cintra

A Linha de Yennefer

A linha narrativa mais antiga de The Witcher envolve a origem de Yennefer. A personagem é apresentada no segundo episódio da série, intitulado “Four Marks”.

A história da personagem é um ponto importante na narrativa geral de The Witcher, focando nas experiências da jovem em Aretuza, a academia mágica onde magos e feiticeiros são treinados nas artes obscuras.

A Linha de Geralt

A segunda linha do tempo de The Witcher foca nas aventuras de Geralt como caçador de monstros. Essa é a linha “principal” da série, envolvendo outros personagens além do protagonista de Henry Cavill.

Como já foi dito, o personagem se encontra com Yennefer muito tempo depois de iniciar seu posto de Witcher.

A Linha de Ciri

Os primeiros episódios de The Witcher deixam claro que as linhas do tempo principais são a de Geralt e a de Ciri. O fato de Ciri ter quase sido escolhida como protagonista no início da produção da série confirma a importância da personagem.

A primeira temporada de The Witcher está disponível na Netflix.