Charlie and The Great Glass Elevator (Charlie e o Grande Elevador de Vidro, em tradução) é a sequência dos livros de A Fantástica Fábrica de Chocolate que será adaptada pela primeira vez na Netflix.

Lançado em 1964, a Fantástica Fábrica de Chocolate, escrito por Roald Dahl, um famoso escritor de histórias infantis, acabou gerando uma adaptação cinematográfica, que foi lançada em 1971.

O filme que hoje é considerado um clássico, foi odiado por Roald Dahl na época. Tanto que o ator proibiu que a sequência, Charlie e o Grande Elevador de Vidro, fosse adaptada.


Em 2005, o diretor Tim Burton decidiu adaptar A Fantástica Fábrica de Chocolate aos cinemas mais uma vez, desta vez tendo Johnny Depp no papel de Willy Wonka – Gene Wilder viveu o personagem na obra original.

Mas como lembrou o ScreeRant, os fãs agora podem ficar bem tranquilos. Diversos projetos envolvendo o universo de Willy Wonka e a Fantástica Fábrica de Chocolate estão sendo desenvolvidos, e um deles é a proibida sequência, que será feita pela Netflix.

Prelúdio de Willy Wonka

O produtor David Heyman, de Harry Potter, está trabalhando em um filme prelúdio da A Fantástica Fábrica de Chocolate que será focado em Willy Wonka. Paul King, diretor de As Aventuras de Paddington (2014) está ligado ao projeto, que deve contar como Willy Wonka abriu sua fábrica.

Atores como Donald Glover, Ryan Gosling e Ezra Miller estão sendo especulados para o papel de Willy Wonka, mas nada foi definido até o momento.

Charlie e o Grande Elevador de Vidro

Charlie e o Grande Elevador de Vidro, sequência de A Fantástica Fábrica de Chocolate, será produzida pela Netlifx depois de um acordo com a Roald Dahl Story Company.

A trama de Charlie e o Grande Elevador de Vidro envolve Willy Wonka e Charlie viajando para uma estação espacial/hotel que é infestada por aliens que mudam de aparência. Ainda não se sabe se Johnny Depp reprisará seu papel como Willy Wonka.

Ambos os filmes ainda não possuem data de estreia.