O Disney+ estreou enfrentando críticas pela maneira como enquadrou Os Simpsons, bem diferente da maneira que a série foi exibida. Agora, o serviço de streaming encontra uma nova onda de protestos, dessa vez dos fãs de Vingadores: Ultimato.

O site Looper explicou o problema; confira abaixo!

Qualidade de imagem

Assinantes do Disney+ afirmaram que a qualidade da imagem da versão de Vingadores: Ultimato da plataforma não é tão boa quanto a do lançamento do filme em Blu-ray.


Um fã chegou até a produzir uma colagem comparando as mesmas cenas das duas versões. A postagem viralizou no Reddit, e você pode conferi-la abaixo.

As quatro cenas diferentes comprovam a diferença da versão de Ultimato do Disney+ e e 4K Ultra HD no lançamento em disco. O brilho aumenta, o contraste é modificado e a nitidez fica prejudicada.

Para piorar, o Disney+ garante a qualidade 4K Ultra HD de seus produtos, o que foi visto como propaganda enganosa por muitos fãs. A versão da Disney parece ser desnecessariamente luminosa.

Outros problemas

Blogs encontraram um problema parecido em filmes mais antigos ofertados pela plataforma.

A trilogia clássica de Star Wars também foi alvo de reclamação pelos mesmos motivos: brilho e contraste.

A verdade é que a Disney+ oferece a qualidade 4K Ultra HD, mas tudo depende da capacidade do sistema dos assinantes. Algumas televisões e monitores não conseguem reproduzir completamente materiais em 4K Ultra HD. Além disso, a velocidade da internet é essencial. Para assistir conteúdos em 4K HD por streaming, a banda larga deve ter velocidade de no mínimo 25Mbps, enquanto para vídeos em 1080p só necessitem de conexões de 5mbps.

Marvel e Disney+

Mesmo com os supostos problemas de Vingadores: Ultimato, a maioria dos fãs da Marvel está adorando o Disney+. A plataforma ofereceu informações especiais sobre os filmes do MCU, além de cenas deletadas de Ultimado.

Além disso, a plataforma se prepara para unir o MCU em cinema e TV, com o lançamento de séries como WandaVision e Falcão e o Soldado Invernal.

O serviço de streaming, no entanto, ainda não tem previsão para chegar ao Brasil. Espera-se que a plataforma faça sua estreia em 2020, mas a suposição não foi confirmada oficialmente.