Cuidado! Spoilers de O Limite da Traição, da Netflix.

Na última semana, a Netflix lançou o thriller O Limite da Traição, escrito e dirigido pelo comediante Tyler Perry.

Com uma trama bem controversa, O Limite da Traição está dividindo os espectadores da Netflix. Apesar de muitos terem gostado do filme, outros decidiram abandonar a história antes mesmo do final.


Por isso, o Digital Spy resolveu explicar o final de O Limite da Traição em um artigo. Vamos falar sobre ele.

A reviravolta de O Limite da Traição

Em O Limite da Traição, temos a história de Jasmine, uma advogada que defende Grace, uma mulher acusada de ter assassinado seu marido, o jovem – bem mais jovem – Shannon.

Ao longo da trama, as linhas do tempo exploram o possível crime de Grace e seu relacionamento com Shannon, que foi apresentado por Sarah, uma grande amiga de Grace.

Ao final do filme, descobrimos que Sarah e Shannon, que na verdade se chama Maurice, são mãe e filho. Os dois vivem aplicando golpes em senhoras de idade e todo o truque é descoberto quando Jasmine invade uma casa que pertence a dupla, revelando uma dúzia de idosos aprisionados.

No fim, toda a acusação em torno de Grace foi um grande golpe promovido por Sarah e Shannon, que são criminosos há mais de 15 anos.

Shannon acaba morto pelo marido de Jasmine, que é um policial, quando ele vai resgata-la na casa, mas Sarah, a grande vilã por trás da história, escapa e encerra o filme oferecendo seus “serviços” para mais uma vítima.

O Limite da Traição deixa um final feliz para Grace, que é inocentada, mas deixa em aberto o final da grande vilã do filme, que pode retornar no futuro e realizar novos golpes.

O Limite da Traição está disponível na Netflix.