The Witcher estreou na Netflix na última semana e já vem sendo considerada como uma das melhores séries da plataforma em 2019. Com uma trama repleta de magia, batalhas épicas e uma ótima interpretação de Henry Cavill, a produção é um grande sucesso.

The Witcher NÃO é baseada nos games. A série da Netflix é baseada na obra literária de Andrzej Sapkowski, que por sua vez também inspirou os jogos de The Witcher. Dessa forma, a série não tem obrigação nenhuma de seguir as tramas e conceitos estabelecidos nos jogos.

Mesmo assim, a série aproveitou vários aspectos interessantes dos games para construir os personagens principais, destacando-se o Geralt de Henry Cavill.


O site Screen Rant comparou o Geralt dos games com o da série da Netflix; confira abaixo!

Aparência

Nos games de The Witcher, Geralt tem cabelo branco e longo, grandes cicatrizes no peito e rosto e olhos amarelos com pupilas verticais. A série aproveitou o cabelo e os olhos mas optou por pupilas normais.

O Geralt de The Witcher da Netflix também aparece com bem menos cicatrizes do que sua contraparte dos games, e também conta com um aspecto mais jovial.

Magia

No jogo, magia é uma parte importantíssima da história e do gameplay. Geralt não é tão poderoso quanto os magos, mas pode conjurar 5 feitiços diferentes, além de ter sentidos aguçados e grande força e resistência. Poções também são partes importantes do game pois incrementam as habilidades dos personagens e os ajudam em combate.

Na série o uso de magia por Geralt é mais sutil. Ele chega a utilizar os símbolos em batalha mas aproveita melhor suas habilidades de luta corporal.

Personalidade

A personalidade de Geralt é bem parecida na série e nos jogos de The Witcher. As interações do protagonista com os outros personagens são curtas e diretas, e a Netflix mantém essa tradição.

Henry Cavill empresta uma ótima expressão imponente para o personagem e consegue manifestar o que está pensando com apenas um olhar.

The Witcher está disponível na Netflix.