Nas HQs da Marvel, o Homem de Ferro é um dos heróis mais inteligentes. Seus talentos para tecnologia avançada já criaram algumas das melhores invenções do universo dos quadrinhos… e também grandes desastres.

Em uma HQ dos anos 2000, Tony Stark cria uma armadura com inteligência senciente. Isso poderia ser uma ótima alternativa a heróis de verdade. Porém, a armadura acaba se apaixonando pelo herói em uma história realmente bizarra.

O amor de Tony Stark

Nas HQ em questão, Tony Stark cria uma armadura para servir de backup para seu traje tradicional. No entanto, quando o herói é atingido por um raio, ele sofre um ataque cardíaco. Quando ele acorda, a inteligência artificial Jocasta afirma que a armadura ligou sozinha e ganhou vida.


Stark diz que teme os resultados do livre arbítrio do traje. O traje responde, afirmando que baixou a consciência de Tony Stark e conhece a mente do herói mais do que qualquer pessoa.

Depois, a armadura escuta Stark conversando com Rumiko Fujikawa, que pergunta se Tony ama a armadura. O herói perde a cabeça e afirma que o traje nunca conseguiria entender o que o amor significa.

As coisas ficam realmente estranhas quando a armadura confessa estar apaixonada por seu criador, dizendo que o ama de acordo com os conceitos aprendidos por sua mente.

O resultado

Estranhamente, Tony Stark tenta relevar os comentários. Ele usa a armadura mais uma vez para enfrentar o vilão Whiplash. Com vida própria, o traje assume o controle e mata o malfeitor. O resto do arco traz a armadura assumindo ainda mais controle sobre si mesmo a construindo um corpo sintético.

Ela então leva Tony Stark para uma ilha deserta e decide matar o amado. No entanto, Tony sofre um ataque cardíaco e a armadura não consegue ver o criador morrer. Ela arranca seu próprio coração e se sacrifica para salvar Stark.

Felizmente, esta história nunca foi adaptada para o MCU.