Por três anos consecutivos, a Marvel conseguiu manter seu cronograma de lançamentos com 3 filmes por ano. Essa tendência será interrompida em 2020, com o MCU lançando apenas 2 filmes. Será o menor ano da história recente da companhia.

Isso significa que os Estúdios Marvel são desacelerar seu calendário de produções? Não necessariamente. O que se sabe é que o MCU tem apenas dois filmes confirmados para 2020: Viúva Negra e Os Eternos.

O cronograma mais aberto da Marvel deve ter impactos interessantes na indústria do cinema em geral. Além de ser o menor ano da história recente da companhia, outras marcas também foram quebradas.


2020 será a segunda vez desde 2014 que o calendário da Marvel não incluirá uma sequência para um filme que faturou mais de 300 milhões de dólares em exibições nos Estados Unidos.

Além disso, nenhum dos dois filmes previstos para 2020 deve influenciar muito a trama geral do MCU. Viúva Negra é protagonizado por uma personagem que já morreu, e Os Eternos terá a missão de introduzir heróis completamente novos.

Decisão da Disney

O calendário da Marvel em 2020 combina com a tendência da Disney para o próximo ano, especialmente comparado com 2019, ano que contou com alguns dos maiores sucessos recentes da companhia.

Em 2019, a Disney produziu 7 das 10 melhores bilheterias do ano. Já em 2020, a empresa parece ter escolhido um calendário mais leve para evitar as acusações de monopólio cultural.

No calendário da Disney em 2020, a empresa não contará com lançamentos no natal, terá apenas um remake live-action e nenhum lançamento de Star Wars, além de um filme da Marvel a menos.

A ausência de um filme do MCU em 2020 deve causar também um grande impacto nas bilheterias. Além de uma redução nos ganhos dos cinemas, o ano pequeno da Marvel também pode dar mais oportunidades para o público se identificar com filmes de outras companhias, não necessariamente ligados a um universo cinematográfico.