The Witcher estreou na Netflix na última semana e já vem sendo considerada como uma das melhores séries da plataforma em 2019. Com uma trama repleta de magia, batalhas épicas e uma ótima interpretação de Henry Cavill, a produção é um grande sucesso.

Uma das partes mais importante de The Witcher é a ordem título que treina guerreiros como Geralt, o protagonista da saga.

O site Screen Rant explicou tudo sobre a ação dos Witchers no mundo da série da Netflix e a história da organização; confira abaixo!


A Ordem

Logo no início de The Witcher, a Netflix deixa claro que o número de guerreiros como o personagem de Henry Cavill diminuiu drasticamente no mundo inteiro, e por boa razão. A criação dos caçadores de monstros é extremamente brutal e inumana, envolvendo mutações terríveis em jovens acólitos.

Para piorar, os Witchers são vítimas do ostracismo da sociedade, visto por muitos como tão terríveis quanto os monstros que enfrentam.

A Ordem foi fundada no século X por reis e magos que objetivavam criar cavaleiros mágicos que exterminassem os monstros. Com o tempo, o poder da organização diminuiu e a maioria dos magos se decepcionou com o resultado das mutações.

Depois, a ordem se separou e várias “escolas” foram criadas para os jovens guerreiros, treinados como caçadores de monstros profissionais.

As Escolas

As escolas dos Witchers treinam guerreiros utilizando o “Teste da Grama”, que mata 70% dos garotos testados. Os sobreviventes desenvolvem mutações e se tornam mais poderosos que os humanos normais. A mudança também traz efeitos negativos: as emoções ficam prejudicadas e os bruxos se tornam estéreis.

A maioria das escolas dos Witchers já haviam caído durante os eventos da série da Netflix. Geralt vem de uma das mais antigas e conceituadas instituições: a Escola do Lobo, localizada em Kaer Morgen. Outras escolas famosas dos livros incluem a Escola da Víbora e a Escola do Gato.

Poderes

Os poderes dos Witchers vêm de suas mutações, o que foi demonstrado perfeitamente na primeira temporada da série da Netflix. Witchers contam com força, velocidade, reflexos, instintos, durabilidade, agilidade e sentidos avançados. Alguns guerreiros também conseguem identificar espécies de monstros pelo cheio do sangue.

Witcher também vivem bem mais que humanos normais. Geralt, por exemplo, viveu mais de um século com a mesma aparência.

Os guerreiros também contam com magia de combate. Ela não chega aos pés dos feitiços comandados por feiticeiras como Yennefer, por exemplo, mas dão conta do recado em lutas com monstros. Para realizar os feitiços, bruxos utilizam símbolos e sinais específicos para cada situação.

Finalmente, os Witchers carregam duas espadas: uma de ferro para os humanos e uma de rata para os monstros.

A primeira temporada de The Witcher está disponível na Netflix.