A Netflix continua investindo muito em programação original e agora, a bola da vez é a série italiana Luna Nera.

Luna Nera (que significa Lua Negra) é uma adaptação do livro de mesmo nome escrito por Tiziana Triana, que hoje já é uma trilogia de livros.

Será que vale a pela ver Luna Nera? Quais são os temas principais que a série retrata? Explicamos tudo para você.


Bruxaria e feminismo

Na série da Netflix, que se passa na Itália do século XVII, uma adolescente é caçada pelo pai de seu namorado por praticar bruxaria. Enquanto isso, a jovem descobre qual é o seu verdadeiro destino dentro de uma família de bruxos.

Apesar de ficcional, Luna Nera tem o que chamamos de “um pezinho na realidade”, afinal, caça às bruxas é algo que realmente existiu há alguns séculos, época em que diversas mulheres eram assassinadas injustamente pela suposta prática de bruxaria.

Porém, a diferença aqui é que Luna Nera não coloca suas mulheres como vítimas. Na série da Netflix, as bruxas lutam de volta, colocando seus agressores contra a parede de forma impressionante.

Luna Nera é focada em Ade, uma jovem de 16 anos que é acusada de bruxaria após a morte de um recém-nascido em sua vila. Ela conta com a ajuda de Pietro, o filho de seu caçador, durante a fuga.

Ou seja, em meio a todo o drama, ainda há um romance proibido, que faz com que Ade encontre algo positivo apesar do medo.

A força feminina de Luna Nera não está apenas dentro das telas. A série é produzida e escrita por mulheres. Além de Tiziana Triana, criadora dos livros, Luna Nera é encabeçada por Francesca Manieri e Laura Paolucci.

Segundo a própria Netflix, Luna Nera é uma boa pedida para os fãs que estão com saudades da aventura sobrenatural de O Mundo Sombrio de Sabrina, portanto, se você é um fã de Sabrina, Luna Nera pode te agradar no fim das contas.

Luna Nera está disponível na Netflix.